Segunda, 21 de Abril, 2014
   
Tamanho
Banner

Procure no site:

Cebrapaz - Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta pela Paz

A Celac e o sonho de José Martí

A realização da segunda reunião de cúpula da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac), em Havana, Cuba, coincidiu com a passagem do 161º aniversário natalício do grande prócer das lutas pela independência da maior das Antilhas, José Martí.

Por José Reinaldo Carvalho*
 

Palestina Vive 2: Evento em Foz do Iguaçu debate questão palestina com ciclo de cinema

A Cia de Teatro Amadeus, em parceria com o Cebrapaz e com a Comunidade Árabe Palestina, promove o evento Palestina Vive 2: Estética da Autodeterminação, com o 2º Ciclo de Debates e Mostra de Filmes sobre a Palestina, entre os dias 22 e 25 de abril, em Foz do Iguaçu. A primeira edição, em abril de 2013, foi idealizada pelo professor Jorge Anthonio e Silva, docente da Universidade Federal da Integração Latino Americana (Unila), a partir da necessidade premente de debate sobre a questão palestina na região.

 

Celac desenha uma nova realidade geopolítica na América Latina

Celebrada em Havana, sob a presidência cubana, e encerrada quarta-feira (29), a 2ª Cúpula da Comunidade dos Estados Latino-americanos e Caribenhos (Celac) acrescentou novos traços no desenho de uma nova realidade geopolítica na região, que vai sendo construída em franca oposição à política hegemonista e imperialista dos Estados Unidos.

Por Umberto Martins*
   

Assista ao discurso da presidenta do Conselho Mundial da Paz na Conferência Rosa Luxemburgo

Discurso de Socorro Gomes na Conferência Rosa Luxemburgo 2014 

 

Conselho Mundial da Paz condena medida do ACNUR contra Umut Kuruc, da Associação de Paz da Turquia

O Conselho Mundial da Paz (CMP) expressa sua categórica desaprovação acerca da recente medida disciplinar do Alto Comissariado da ONU para Refugiados (UNCHR) contra a senhora Umut Kuruc, representante da Liberdade e Igualdade para a Mulher da Turquia, membro da Associação de Paz da Turquia (Baris Dernegi) e membro do Comitê Diretor da Federação Democrática e Internacional das Mulheres (FDIM), em função da remoção de Umut Kuruc de seu posto como Secretária Sênior da UNCHR (baseada em Ankara), depois de ter participado da delegação da FDIM à Síria entre 19 a 22 de outubro de 2013.

A ação tomada pela UNCHR é arbitrária e tem clara motivação política, uma vez que a delegação da FDIM entre outras reuniões e visitas na Síria, havia também se encontrado com o Presidente Bashar Al Assad. Umut Kuruc está sendo “punida” por seu engajamento político e social e por seu compromisso com a paz e estabilidade na região. Vinda da Turquia, onde centenas de milhares de refugiados sírios estão instalados, Umut Kuruc estava e está preocupada acerca das causas-raiz do drama dos refugiados, expressando juntamente com as mulheres de muitos países (como a presidente da FDIM, Márcia Campos) sua solidariedade com as mulheres e o povo sírio.

O CMP denuncia o plano em andamento de desestabilização da Síria, a interferência armada estrangeira através de milhares de “guerreiros santos” dentro da Síria, a qual é endossava e apoiada pelos Estados Unidos, União Europeia e seus aliados regionais da Turquia, Catar e Arábia Saudita, objetivando uma violenta mudança de regime.

Umut Kuruc foi a está apontando exatamente para esta situação, estando preocupada com o sofrimento do povo sírio e, portanto, as medidas contra ela são “punição” por suas crenças e engajamento social.

O CMP exige que a UNHCR remova as medidas disciplinares e a reinstale ao posto. O UNHCR, como corpo da ONU, não tem direito de interferir neste caminho no conflito na da Síria pela intimidação dos membros de sua equipe e de representantes de organizações internacionais como a FDIM, a qual tem também status consultivo no sistema da ONU.

Secretariado do CMP

10 de abril de 2014

   

Página 1 de 49

Ciclo de debates

ciclo

3ª Assembleia

cartaz-site

Login Form