Ícone do site CEBRAPAZ

Bahia realiza encontro de solidariedade a Cuba; Cebrapaz lança campanha

A primeira Convenção Baiana de Solidariedade a Cuba aconteceu no último sábado (15/5), no auditório do Sindicato dos Bancários, em Salvador. A iniciativa da Associação Cultural José Martí e do Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta pela Paz (Cebrapaz) foi apoiada por mais 20 entidades do movimento social no estado.

Representantes de sindicatos, partidos políticos, entidades culturais e associativas debateram a recente ofensiva midiática contra Cuba e iniciativas para impulsionar as relações entre o povo brasileiro e cubano. O presidente da Associação Cultural José Martí – Bahia, Antonio Barreto, abriu o evento denunciando o bloqueio econômico imposto pelos Estados Unidos e a realidade de Cuba na atualidade.

Na mesma linha, o jornalista Max Altman, presidente do Comitê Paulista em Defesa dos 5 Patriotas Cubanos e integrante da Secretaria de Relações Exteriores do PT, enfatizou a luta em defesa da libertação dos cinco heróis antiterroristas.  As ações de solidariedade a Cuba e aos povos da América Latina foi o tema abordado pelo diretor do Sindicato dos Médicos e integrante da Associação José Martí – Bahia, Deoclides Cardoso.

A convenção elegeu a nova diretoria do Comitê Baiano pela Libertação dos cinco Heróis. Ao final do encontro, foi realizado um Ato Político de Solidariedade a Cuba e de denúncia da campanha midiática internacional promovida contra a ilha caribenha.

Cebrapaz na luta

A presidente nacional do Cebrapaz e do Conselho Mundial da Paz, Socorro Gomes, fez o lançamento regional da campanha pela desativação das bases militares americanas na América Latina e Caribe. Em seguida, o professor Muniz Ferreira, da UFBA, analisou a conjuntura política internacional e destacou o papel de Cuba na luta contra o imperialismo norte-americano.

Participaram do evento, o deputado estadual Álvaro Gomes (PCdoB); o gestor da Secretaria Extraordinária da Copa, Everaldo Augusto; a vereadora de Salvador Marta Rodrigues (PT); e Alexis Bandrich Vega, conselheiro da Embaixada de Cuba no Brasil.

Arte pró-Cuba

Apresentações dos Grupos de Dança Artererê e Bcoa, formado por crianças e jovens da Escola Pública Navarro de Brito, localizada no bairro da Liberdade, famoso pela defesa e preservação da cultura negra na Bahia, diversificaram a solidariedade a Cuba. Uma das coreografias foi criada pelos integrantes do grupo especificamente para homenagear Cuba.

Também a poesia esteve presente na convenção — com a performance de Ametista Nunes, Leni Queirós e Sérgio Bezerra, que declamaram diversos poemas do poeta cubano José Martí.

Carta da Bahia

Ao final da convenção, os delegados aprovaram por aclamação uma agenda de lutas e a “Carta da Bahia em Solidariedade a Cuba”. O documento, firmado pelos representantes de mais de 25 entidades do movimento social e partidos políticos, será disponibilizado no blog soucuba.blogspot.com e enviado a todos os deputados baianos, jornalistas e formadores de opinião.

Com informações de Antonio Barreto e do Vermelho

Sair da versão mobile