Ícone do site CEBRAPAZ

Pastores pela Paz vencem obstáculos na fronteira dos EUA para viajar a Cuba

O grupo Pastores pela Paz venceu os obstáculos impostos pelos Estados Unidos e atravessou a fronteira com o México para viajar até Havana. Tudo para promover a Caravana da Amizade EUA-Cuba — que neste ano chega à sua 21ª edição e transporta cerca de cem toneladas de ajuda material para os cubanos.

Segundo Ellen P. Bernstein, membro da direção dos Pastores pela Paz, autoridades de imigração e da alfândega estadunidense registraram o carro e os nove ônibus que integram a caravana de veículos. Apesar de a iniciativa ser destinada sobretudo às crianças, as autoridades tentaram reter várias das doações.

A situação foi relatada por Ellen na igreja batista "William Carey", no bairro de Vedado, depois de uma conversa telefônica com o reverendo Lucius Walker — líder da
Fundação Interreligiosa para a Organização Comunitária (IFCO).

"Walker contou-me que finalmente as autoridades de imigração conseguiram ficar com 19 dos cinco computadores que trazíamos e fizeram outras pressões”, afirmou Ellen. “Mas eles não conseguiram vencer nossa resistência — e nossa solidariedade vai rumo à Ilha.”

A ativista salientou que a doação reunida neste ano inclui material escolar, equipamentos médicos e medicamentos, implementos esportivos e ferramentas para a construção. Nesta 21ª edição das caravanas solidárias de Pastores pela Paz, viajam a Havana 85 pessoas procedentes de 21 estados norte-americanos, bem como do México, Canadá, Inglaterra e Alemanha.

Após sua fundação em 1988 pelo reverendo Lucius Walker, o grupo fez sua primeira viagem a Cuba em 1992. A partir daquele momento, o grupo visita anualmente a Ilha e levam as doações — fato que valida seu trabalho solidário contra o bloqueio que Washington impõe há mais de cinco décadas a Cuba.


Da Redação, com informações da Cuba Debate

Sair da versão mobile