Nota da presidenta do Conselho Mundial da Paz, Socorro Gomes: Em marcha irreversível, até sempre, comandante Fidel!

Com profunda dor e pesar, recebemos a notícia do falecimento, nesta sexta-feira, 25 de novembro de 2016, do Comandante em Chefe da Revolução Cubana e herói dos povos na luta por soberania, justiça e paz, o companheiro Fidel Castro Ruz. O Conselho Mundial da Paz manifesta sua consternação pela perda do grande combatente pela humanidade e também reafirma sua convicção e compromisso com os princípios mais nobres dos povos, defendidos pelo Comandante Fidel, abastecido com a força da sua inspiração e a coragem da sua luta.

Manifestamos também nossa solidariedade com as organizações cubanas amigas, como o Movimento Cubano para a Paz e a Soberania dos Povos (MOVPAZ), membro do CMP, e o Instituto Cubano de Amizade com os Povos (ICAP).

Fidel dedicou sua vida à defesa da soberania popular e nacional de Cuba, dos povos amigos e da humanidade, à descolonização e à promoção da revolução, contra a militarização, as ingerências e as guerras, enfrentando a potência mais agressiva do planeta, o imperialismo enraizado na ordem mundial hegemônica e as incontáveis tentativas de desestabilização e destruição da Revolução.

Também derrotou quase 600 atentados contra a sua própria vida pelos agentes dos serviços de inteligência dos EUA, que se abalaram diante do poder da revolução para enfrentar o sistema de dominação, exploração, ameaça e terror em que se sustenta o imperialismo.

Este ano, entre os caros textos de Fidel, lemos sua convicção sobre a vitória do povo cubano no seu discurso durante o 7º Congresso, quando Fidel disse: “Empreenderemos a marcha e aperfeiçoaremos o que devemos aperfeiçoar, com lealdade meridiana e força unida, como Martí, Maceo e Gómez, em marcha imparável.”

Com ele recordamos também que “A paz tem sido o sonho dourado da humanidade e desejo dos povos em cada momento da história,” e que “lutar pela paz é o dever mais sagrado de todos os seres humanos, quaisquer que sejam suas religiões ou país de nascimento, a cor da sua pele, sua idade adulta ou sua juventude.”

A nação amiga dos povos, o povo cubano, lamenta o Comandante em Chefe da Revoluçã, e com o povo cubano lamentamos. Mas com as lições de Fidel, sabemos que no caminho adiante devemos seguir fortes e resistir, enquanto construimos um mundo de justiça social, soberania nacioal, paz e amizade, pelo que sempre lutamos, inspirados por ele e outros bravos heróis. Juntos, os povos podem derrotar o imperialismo e construir um mundo de cooperação, justiça e paz.

Hasta siempre, comandante!

Socorro Gomes
Presidenta do Conselho Mundial da Paz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s