Nota do presidente do Cebrapaz, Antônio Barreto: Fidel Castro, exemplo perene da luta por justiça e paz

O Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta pela Paz (Cebrapaz) expressa sua mais comovida consternação pelo falecimento do comandante da Revolução Cubana, Fidel Castro Ruz, e transmite ao povo cubano e ao governo da República de Cuba suas sentidas condolências. Fidel dedicou sua vida às causas mais nobres da humanidade. Na juventude, liderou brilhantemente uma geração que se rebelou contra a injustiça e a opressão.

Principal líder político da revolução cubana, Fidel e seus companheiros transformaram radicalmente a realidade da ilha caribenha, que não passava de um cassino de luxo para os milionários estadunidenses ostentarem suas fortunas em meio à miséria do povo cubano.

Hoje, Cuba tem orgulho de sua independência e soberania e ostenta os melhores indicadores sociais da América Latina. Tem a menor taxa de mortalidade infantil e a maior proporção de pessoas que chegam aos cem anos de idade, entre outras conquistas.

Tudo isso deve-se muito à coerência com os princípios humanistas, ao caráter íntegro e incorruptível do comandante Fidel Castro.

Durante os períodos mais duros do chamado “período especial”, quando os efeitos  do bloqueio econômico, comercial e financeiro promovido pelos Estados Unidos, faziam-se sentir de forma avassaladora, o povo cubano não abandonou seu posto em defesa da Revolução e de seu amado comandante.

Fidel imprimiu também a marca do internacionalismo em tudo o que Cuba revolucionária fazia e faz.

Cuba não exporta armas e, mesmo sendo um país com poucos recursos materiais, envia médicos e ajuda humanitária para todas as partes do mundo. Cuba foi o palco dos diálogos que forjaram o acordo entre o governo colombiano e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia-Exército do Povo (FARC-EP), que busca pôr fim a cinco décadas de conflito armado.

Foi em Cuba que o papa Francisco, chefe da igreja católica romana, e o patriarca Kirill, líder espiritual da igreja ortodoxa russa, se reuniram em um encontro ecumênico buscando aproximar duas correntes do cristianismo que se separaram há 962 anos.

Por ocasião deste evento, Fidel Castro divulgou um dos seus últimos textos, em fevereiro deste ano, onde faz da luta pela Paz o principal tema: “A paz tem sido o sonho dourado da humanidade e o anseio dos povos em cada momento da história (…) Lutar pela paz é o dever mais sagrado de todos os seres humanos, quaisquer que sejam suas religiões ou país de nascimento, a cor de sua pele, sua idade adulta ou sua juventude”.

Os defensores da paz e da justiça social, os deserdados, os trabalhadores, os ativistas sociais, o que existe de melhor e mais avançado na arte e na ciência, choram a morte de Fidel Castro Ruz e prometem fazer do seu legado um guia para a luta por um novo mundo. Os militantes do Cebrapaz perfilam-se a estes e também levam adiante a causa imortal do eterno comandante.

Adeus Fidel, Viva Fidel!

Antônio Barreto
Presidente do Cebrapaz
Pela Direção Nacional
Salvador, 26/11/2016

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s