Conselho Mundial da Paz condena o ataque criminoso dos EUA no aeroporto de Bagdá

O Conselho Mundial da Paz denuncia da maneira mais firme o recente ataque criminoso dos Estados Unidos contra um país soberano, o Iraque, em que o comandante da Força Quds da Guarda Revolucionária Iraniana foi assassinado, junto com oficiais de alta patente do Exército do Iraque.

Resultado de imagem para iraq protest against us
Iraquianos protestam contra a intervenção estadunidense na Embaixada dos EUA em Bagdá.

Esta ação não provocada e irresponsável constitui uma nova e perigosa escalada para o Oriente Médio, onde os EUA mantêm milhares de tropas e estão há décadas envolvidos em agressões e intervenções imperialistas em vários países.

Este mais recente ataque conduzido por um drone mostra claramente a intenção do governo estadunidense de tensionar ainda mais o ambiente e provocar uma retaliação, para impulsionar seus planos. É realizado em linha com a retirada dos EUA do Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermediário, entre outras ações, e seu projeto para uma nova corrida por armas nucleares.

A decisão imediata do governo Trump de destacar 3.000 tropas adicionais na região prova que o plano é o de, sem pudor, intensificar o envolvimento dos EUA novamente.

O Conselho Mundial da Paz condena as ações imperialistas estadunidenses e insta os membros e amigos a agir em protesto contra esta escalada, que pode levar a uma guerra generalizada na região.

Exigimos a retirada completa das tropas estadunidenses do Iraque, da Síria e da região, o encerramento das bases militares dos EUA e o fim das sanções contra os povos da região.

Apoiamos as ações do movimento da paz estadunidense e do Conselho da Paz dos EUA, sob o slogan pelo “Retorno das Tropas do Iraque – Não à Guerra contra o Irã!

Secretariado do Conselho Mundial da Paz
4 de janeiro de 2019

Tradução: Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta pela Paz (Cebrapaz)


Leia a nota do CEBRAPAZ sobre o atentado clicando aqui.