Categoria: Oriente Médio

Nos 39 anos dos massacres em Sabra e Shatila, palestinos mantêm viva a história da resistência


Em uma visita à casa da senhora Metta Moustafa em Shatila, o super-lotado campo de refugiados palestinos em Beirute, no Líbano, a família, hoje reduzida à mãe e à filha, Aida, contava os sucessivos massacres a que ambas sobreviveram. O começo é a Nakba, a Catástrofe palestina, quando Metta, ainda pequena, foi obrigada a fugir das milícias sionistas arrasando vilas inteiras, em 1948, rumo ao sul do Líbano com a família, carregando quase nada, para não voltar. Naquela, como em tantas outras casas palestinas, a memória salta de um massacre a outro, e são os de Tal al-Zaatar, de 1976, e o de Sabra e Shatila, de 16-18 de setembro de 1982, os que marcaram a vida em refúgio.

Por Moara Crivelente*

Vitrine de recordações da Palestina em Shatila. Foto: Moara Crivelente.
Continue lendo “Nos 39 anos dos massacres em Sabra e Shatila, palestinos mantêm viva a história da resistência”

Conselho Mundial da Paz emite declaração sobre Afeganistão

O Secretariado do Conselho Mundial da Paz emitiu uma declaração nesta segunda-feira (16) sobre a retomada do poder no Afeganistão pelo grupo Talibã, com a derrota na guerra e a retirada das tropas estadunidenses, 20 anos após a invasão pela potência imperialista na chamada “guerra ao terror”. Leia o texto a seguir:

Continue lendo “Conselho Mundial da Paz emite declaração sobre Afeganistão”

Prisioneira palestina Khalida Jarrar foi impedida de participar do funeral da filha, Suha Jarrar

A jovem palestina Suha Jarrar, de 30 anos, foi encontrada morta em sua casa no domingo (11), após sofrer um enfarte. Suha foi uma incansável defensora dos direitos do seu povo e trabalhava como pesquisadora em questões jurídicas na organização palestina de direitos humanos Al-Haq, em Ramallah. Desde então, palestinos e solidários em todo o mundo demandaram a Israel que libertasse a sua mãe, a parlamentar palestina e prisioneira política Khalida Jarrar, para participar do funeral, mas Khalida foi impedida.

Continue lendo “Prisioneira palestina Khalida Jarrar foi impedida de participar do funeral da filha, Suha Jarrar”

Israel mantém curso colonialista e no Brasil cresce o apoio ao povo palestino

O governo empossado no domingo (13) em Israel sucede uma gestão colonialista e genocida liderada por Benjamin Netanyahu e não deve mudar de curso. Ao contrário da declaração emitida em 14/6 pelo Governo de Jair Bolsonaro, congratulando a nova coalizão e reiterando a sua aliança a Israel, os movimentos sociais brasileiros e as forças progressistas no Congresso, historicamente solidários com o povo palestino, repudiam o regime de apartheid de Israel, assim como os acordos de Bolsonaro com este regime. Parte ativa desse movimento, o Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta pela Paz (Cebrapaz) reitera o seu compromisso.

Continue lendo “Israel mantém curso colonialista e no Brasil cresce o apoio ao povo palestino”