Apoio de Bolsonaro ao plano de Trump para a Palestina é movido por interesses espúrios e autoritários

O Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta (Cebrapaz) manifesta seu mais veemente repúdio à atitude inaceitável do governo Bolsonaro que, em documento emitido por sua Chancelaria, apoia o nefasto plano de colonização total da Palestina por Israel, apresentado por Trump e Netanyahu como pretensa solução para o conflito.

Bolsonaro cinicamente dizia, quando candidato, que sua política externa seria “desideologizada”. Ao contrário da falsa promessa, nunca antes o Brasil portou-se, no cenário internacional, com tal grau de contaminação ideológica, desconsiderando os interesses nacionais, rompendo toda uma tradição da diplomacia brasileira construída por gerações de homens e mulheres dos mais diversos perfis ideológicos.

Hoje, a dignidade e a altivez de nação soberana são sacrificadas no altar da ideologia de extrema-direita professada pelo presidente, que prega canina subordinação aos Estados Unidos e ao “líder da cruzada em defesa do Ocidente”, como o patético chanceler Ernesto Araújo refere-se ao presidente Donald Trump.

Mapa do plano de Trump Palestina
Mapa do plano de Trump

O plano apresentado por Trump tem o rechaço unânime de todas as forças políticas palestinas e ignora solenemente diversas resoluções da ONU sobre o tema. Mesmo os aliados mais constantes dos EUA na Europa mantiveram prudente distância de uma proposta tão enviesada por contemplar apenas os interesses de Israel.

Sobre isso, a Secretaria Geral da ONU manifestou-se atestando que não haverá solução sem que se respeite as resoluções adotadas pela entidade e o direito internacional.

A simples apresentação da indecorosa proposta causa revolta e qualquer tentativa de levar adiante tal afronta alimentará o potencial de conflito na região, o que colocará mais uma vez o heróico povo palestino na mira da impiedosa máquina de guerra sionista, financiada pelo imperialismo estadunidense.

À Autoridade Nacional Palestina, à Organização para a Libertação da Palestina e aos palestinos de todo o mundo garantimos que a indeclinável e tradicional solidariedade do povo brasileiro para com a Palestina continua sendo um compromisso constante, que não se deixará abater por um governo ocasional movido por interesses espúrios e autoritários, alheios ao Brasil e ao seu povo, mas tão ao gosto de seus parceiros sionistas.

Viva a luta do povo palestino!
Viva a Palestina livre e soberana!

Jamil Murad
Presidente do Cebrapaz
São Paulo, 30 de janeiro de 2020