Barreto chama a intensificar solidariedade à Venezuela

O Presidente Nacional do Cebrapaz, Antônio Barreto, divulgou nesta quarta-feira (23) uma nota onde chama “todos os que sustentam a bandeira da paz e da justiça social” a intensificar a solidariedade com a Venezuela. No texto, Barreto saúda a vitória do campo popular na eleição presidencial do último domingo (20), mas adverte que esta vitória “despertou a fúria do imperialismo estadunidense e de seus satélites”. Leia abaixo a nota do presidente do Cebrapaz.

Cebrapaz: A Venezuela venceu e seguirá vencendo com a solidariedade dos brasileiros e latino-americanos

O Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta pela Paz (Cebrapaz), saúda de forma calorosa o povo irmão da Venezuela pelo exemplo de amor à pátria e à liberdade que ofereceu ao mundo no último domingo, dia 20 de maio, quando da realização das eleições presidenciais.

Neste dia, mais de 9 milhões de venezuelanos, apesar de pressionados por um cruel terrorismo econômico, deram prova de uma admirável firmeza moral e acorreram às urnas, sendo que 67,81% destes eleitores consagraram a reeleição de Nicólas Maduro à presidência da república.

Assim, de uma só vez a indômita nação de Bolívar derrotou o imperialismo, a mídia empresarial nacional e internacional e a oligarquia nativa, promotoras de uma poderosa campanha de sabotagem e de boicote.

Esta prova insofismável de força da democracia venezuelana despertou a fúria do imperialismo estadunidense e de seus satélites. Mesmo o governo golpista brasileiro, carente de qualquer legitimidade para dar lições de democracia, fez críticas ao transparente processo venezuelano.

Donald Trump, outro sem qualquer predicado moral para posar de paladino da democracia, entre outras razões por ter sido eleito presidente dos EUA mesmo tendo quase 3 milhões de votos a menos do que sua adversária, já anunciou o fortalecimento das sanções contra a Venezuela e segue em sua estratégia de sufocar economicamente a revolução bolivariana.

Fica claro que o imperialismo não desistirá de seus objetivos de destruir o processo revolucionário. Diante disso urge reforçar a solidariedade à República Bolivariana da Venezuela, com atos, palestras e atividades culturais que esclareçam o povo brasileiro sobre o verdadeiro significado da batalha que se trava em solo venezuelano em defesa da liberdade e do direito das nações à autodeterminação.

O desfecho desta luta consagrará – com o concurso de todos os que sustentam a bandeira da paz e da justiça social – a vitória definitiva do povo venezuelano sobre o imperialismo, influenciando positivamente as lutas de toda a América Latina.

Antônio Barreto

Presidente do Cebrapaz

Pela Direção Nacional

Salvador, 23 de maio de 2018