Socorro Gomes: Saudando mais uma vitória da democracia na Venezuela, reforçamos a solidariedade ao povo venezuelano!

Com 68% dos votos, a Revolução Bolivariana conquistou nas urnas uma inquestionável vitória, em meio à ofensiva contra a democracia na Venezuela. Envia firme recado às forças reacionárias e anti-patrióticas no país, submissas aos interesses do imperialismo estadunidense, enfrentando com a valentia garantida pela justeza da sua política a agressiva ingerência externa nos assuntos da Venezuela.

Saudamos, com confiança e solidariedade ao heroico povo venezuelano, a nova vitória do passado 20 de maio, que reelegeu o presidente Nicolás Maduro para seguir à frente da Nação.

Demonstrando a força da unidade numa frente progressista, o povo venezuelano resiste e não arreda pé da construção soberana do seu futuro. O Conselho Mundial da Paz, por isso, soma-se às forças democráticas em apoio à luta do povo venezuelano, em defesa da sua soberania, da paz e do progresso social.

Ao mesmo tempo, repudiamos energicamente a posição tomada pelo cartel formado por governos dos países no “Grupo de Lima” para ameaçar o governo bolivariano, inclusive com a participação de um governo ilegítimo nascido de um golpe de estado, caso do governo de Michel Temer no Brasil. Este grupo cumpre os desígnios do imperialismo ao anunciar que não reconhece os resultados eleitorais, pisoteiam a democracia venezuelana simplesmente porque nela, perdem.

Reforçamos nossa solidariedade ao povo venezuelano e as forças democráticas, populares e progressistas no país, na região e no mundo que não abrem mão da resistência à ofensiva colonialista contra a nação e seu povo.

Saudamos mais uma vez a vitória eleitoral e o fortalecimento democrático e soberano dos rumos da nação, ao tempo em que condenamos, nos mais firmes termos, as agressões e sabotagens contra a Venezuela e a ingerência em seus assuntos internos.

Todo o êxito ao povo e ao governo venezuelano no fortalecimento da democracia, da soberania e da paz!

Socorro Gomes, Presidenta do Conselho Mundial da Paz
25 de maio de 2018