Núcleo do Cebrapaz no Ceará realiza Assembleia Estadual e seminário

O núcleo cearense do Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta pela Paz (Cebrapaz-CE) realizou nesta quarta-feira (06/11) em Fortaleza sua Assembleia Estadual, etapa preparatória para 5ª Assembleia Nacional da entidade. Na programação esteve a eleição da nova coordenação estadual e dos delegados que participarão da Assembleia Nacional, seguida de uma palestra de Gustavo Guerreiro, Mestre em Sociologia e pesquisador do Observatório das Nacionalidades – UECE, intitulada “Imperialismo e a Reação Popular nas Tensões da América Latina e Caribe”. Participaram do encontro membros do Cebrapaz-CE e lideranças políticas do movimento popular e sindical.

cebrapaz ce 1

A mesa de abertura foi composta pelo vereador de Fortaleza, Evaldo Lima, a presidente da Casa de Amizade Brasil-Cuba, Eunice Bezerra e o diretor do Instituto da Cidade, Eduardo Arraes.

Evaldo Lima saudou a realização do evento destacando a situação do Brasil e a necessidade da unidade das forças democráticas para enfrentar os retrocessos do governo Bolsonaro e seus constantes ataques a democracia. “Relembro aqui a Frente Ampla formada por Carlos Lacerda, Juscelino Kubitschek e João Goulart, que mesmo com todas as suas diferenças se uniram contra o Regime Militar de 1964. Esse atual cenário de terror exige um posicionamento firme em defesa da democracia e o Cebrapaz nos ajuda nisso, a compreender os dilemas da América Latina e a necessidade do nosso tempo, necessidade da unidade das forças democráticas e progressistas. Contem comigo para contribuir com essa luta”, finalizou.

A presidente da Casa da Amizade Brasil-Cuba, Eunice Bezerra trouxe informações sobre o Encontro Anti-imperialista de Solidariedade pela Democracia e contra o Neoliberalismo realizado em Havana, nos três primeiros dias de novembro.

O Encontro, com a presença de representantes de 95 países, aprovou resolução de solidariedade a Cuba, contra o bloqueio imposto pelos Estados Unidos e um documento político com moções de solidariedade aos povos em todos os continentes. Eunice ressaltou a importância de levar esse tema às massas populares. “É preciso conscientizar o povo do que está acontecendo na América Latina e Caribe. Com o povo nas ruas podemos fortalecer a luta em defesa da paz e por democracia”. Bezerra destacou ainda a valiosa parceria entre a Casa de Amizade Brasil-Cuba e o Cebrapaz-CE.

Palestra e debate

Gustavo Guerreiro fez uma análise da situação política e econômica na América Latina e Caribe, destacando os impactos na região, do aprofundamento das politicas neoliberais e imperialistas, da implementação do Consenso de Washington, das tentativas de golpes e ainda das manifestações populares como forma de resistência.

cebrapaz ce2Guerreiro ressaltou que alguns governantes de direita chegaram ao poder pelo voto, embora sufragados com irrestrito apoio das elites financeiras e midiáticas, amalgamadas com o capital internacional, mas que via de regra, o fazem a partir de golpes de Estado, seja pela via parlamentar, seja pela judiciária.

A promessa era resolver os graves problemas sociais derivados do processo histórico mantido pela própria crise do capitalismo e agravado pelas políticas neoliberais, o que não aconteceu. “Nos países em desenvolvimento onde essa política foi implementada, aprofundaram-se as desigualdades sociais, aumentando a pauperização dos povos. Milhões foram colocados na miséria e a concentração de renda é brutal. Hoje temos manifestações em toda a América Latina e Caribe, com destaque para o Chile e o Equador. A ofensiva imperialista também tem atuado no processo eleitoral na Argentina e na Bolívia, contestando os resultados legítimos das urnas. Mesmo com o recorrente rechaço dos povos esse modelo antipopular, as forças imperialistas se movimentam de forma ofensiva no intuito de implementá-lo à força”, disse.

Fortalecer o Cebrapaz

Após o rico debate com ampla participação da plenária, a Assembleia elegeu por unanimidade Gustavo Guerreiro coordenador do Núcleo do Cebrapaz-CE . Também foram definidos os representantes cearenses na Assembleia Nacional. São eles: Gustavo Guerreiro, Neyla Menezes e Taís Matos.

A Assembleia também reforçou a necessidade de fortalecimento do Cebrapaz como movimento amplo, de caráter anti-imperialista, patriótico, defensor da solidariedade aos povos em luta. Uma das propostas é realização de uma série de atos públicos e debates com o objetivo de transformar a indignação em ação organizada e consciente.

A Assembleia Nacional do Cebrapaz acontecerá entre 07 e 09 de dezembro em Salvador, com um seminário sob o tema: Jornada pela Paz e integração Latino-americana e Caribenha.

Cebrapaz-CE