Tag: Colômbia

Presidenta do Conselho Mundial da Paz repudia a persistência do paramilitarismo na Colômbia

A presidenta do Conselho Mundial da Paz (CMP), Socorro Gomes, emitiu uma nota de repúdio e solidariedade ao povo colombiano pelos assassinatos de diversos líderes comunitários, defensores de direitos humanos, líderes de movimentos sociais e ex-combatentes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia – Exército do Povo (FARC-EP), neste domingo (22). Socorro reafirmou o apoio do CMP à demanda do povo colombiano pelo fim da impunidade, do paramilitarismo e da violência e pela construção de uma paz justa e duradoura. Leia o texto a seguir:

Continue reading “Presidenta do Conselho Mundial da Paz repudia a persistência do paramilitarismo na Colômbia”

“Paz, a mais bela das tarefas”: FARC fundam partido com base em compromissos revolucionários

Timoleón Jiménez, dirigente das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia – Exército do Povo (FARC-EP), descreveu assim o desafio no Congresso iniciado neste domingo (27) de fundação do partido, que manterá o acrônimo e o compromisso histórico no âmbito da política institucional, após a assinatura dos acordos com o governo de Juan Manuel Santos. A paz é, disse Jiménez, “a mais formosa das tarefas” do novo partido.

Continue reading ““Paz, a mais bela das tarefas”: FARC fundam partido com base em compromissos revolucionários”

Colômbia: Governo e ELN iniciarão fase pública de negociações de paz em 27 de outubro

O governo colombiano e o ELN (Exército de Libertação Nacional), segunda maior guerrilha colombiana depois das FARC (Forças Armadas Revolucionárias Colombianas), anunciaram em Caracas, na noite desta segunda-feira (10/10/2016), que a fase pública de negociações de paz entre as duas partes começará no dia 27 de outubro deste ano. As negociações ocorrerão em Quito, no Equador, porém Brasil e Venezuela também poderão sediar etapas do processo.

A agenda de pontos de negociação apresentada por ambas partes consiste de seis pontos: participação na sociedade, democracia para a paz, segurança para a paz e deposição de armas, transformação para a paz, vítimas e garantias para o exercício da ação política.

Leia também:

“Ao povo colombiano que sonha com a paz: conte conosco”, afirmam as FARC

Essa agenda se assemelha com a que foi negociada com as FARC nos últimos quatro anos e rejeitada, por margem mínima, pela população colombiana no plebiscito do dia 2 de outubro. As similaridades dizem respeito principalmente ao desenvolvimento econômico e inclusão social dos guerrilheiros, e reparação e justiça para as vítimas.

Em março, tanto o ELN quanto o governo já haviam anunciado intenções de diálogo, porém estes nunca se iniciaram visto que o Executivo colombiano exigiu que, primeiro, a guerrilha libertasse seus sequestrados.

A questão foi retomada logo após a realização do plebiscito sobre o acordo de paz com as FARC. Apesar da rejeição da população, o ELN disse na ocasião que ainda estava disposto a dialogar, iniciativa elogiada pelo governo colombiano.

No entanto, apesar do anúncio desta segunda, nem todos os reféns foram libertados. Odín Sánchez de Oca, ex-presidente da Câmara dos Deputados colombiana detido neste ano, segue sequestrado.

“Agora que avançamos com o ELN, será completa, será uma paz completa”, disse o presidente Juan Manuel Santos após o anúncio.

Fonte: Opera Mundi

Ato em São Paulo exigirá o fim do conflito na Colômbia

Quando se fala no conflito na Colômbia que dura mais de 50 anos, parece se tratar de uma questão distante, mas é impossível pensar em São Paulo e não imaginar as centenas de etnias que compartilham os espaços da cidade. Por isso, neste domingo (9 de outubro de 2016), a Avenida Paulista vira um palco de solidariedade ao país vizinho.

Por Mariana Serafini, no Portal Vermelho

Continue reading “Ato em São Paulo exigirá o fim do conflito na Colômbia”

“Ao povo colombiano que sonha com a paz: conte conosco”, afirmam as FARC

Cerca de 13 milhões de colombianos e colombianas foram às urnas em 2 de outubro para endossar ou rejeitar os acordos de paz assinados entre o Governo e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia – Exército do Povo (FARC-EP), após quatro anos de intensas negociações. Com uma margem estreita, a negativa venceu. Os movimentos da paz que se solidarizam com o povo colombiano na sua luta pelo fim de mais de cinco décadas de conflito armado acompanharam as negociações e torceram por um desfecho positivo.

Continue reading ““Ao povo colombiano que sonha com a paz: conte conosco”, afirmam as FARC”