Tag: Artigos

Raul Carrion: Setenta e quatro anos da divisão da Palestina pela ONU

Chaves e documentos palestinos à espera do retorno

No dia 29 de novembro de 1947 – após quase 20 anos de arbitrária ocupação militar da Palestina pela Inglaterra – as Nações Unidas aprovaram, através da Resolução nº 181, sem qualquer consulta à população árabe-palestina, a sua divisão em duas partes: 53% para a população judaica – que era apenas 30% da população e na sua imensa maioria emigrados recém chegados da Europa, dentro do processo sionista de ocupar a Palestina, visando a criação do Estado de Israel – e 47% para os palestinos – que eram 70% da população e os seus donos originários – para formarem um Estado Palestino.

Por Raul Carrion*

Continue lendo “Raul Carrion: Setenta e quatro anos da divisão da Palestina pela ONU”

Observadores brasileiros: “vitória da democracia na Venezuela”

Em 21 de novembro ocorreram as “mega eleições” regionais e municipais na Venezuela, as de número 29, das realizadas nos últimos 20 anos. Entre diversos cargos em disputa, foram eleitos governadores, alcaides (prefeitos) e outros cargos públicos. Observadores de diversas regiões do mundo participaram, convidados tanto pelo Partido Socialista Unido de Venezuela (PSUV), do presidente Nicolás Maduro, quanto pela Comissão Nacional Eleitoral.

Com relato e imagens de Igor Gonçalves, de Caracas

Continue lendo “Observadores brasileiros: “vitória da democracia na Venezuela””

Contra as investidas desestabilizadoras e o bloqueio, Cuba vencerá!

Bloqueio contra Cuba (foto de Joaquín Hernández, Xinhua)

Os povos e forças amantes da paz, da liberdade, da democracia e da emancipação social e nacional em todo o mundo rechaçam veementemente a continuidade do cruel e ilegítimo bloqueio imposto pelos Estados Unidos da América contra Cuba Revolucionária. 

Por Socorro Gomes*

Continue lendo “Contra as investidas desestabilizadoras e o bloqueio, Cuba vencerá!”

Nos 39 anos dos massacres em Sabra e Shatila, palestinos mantêm viva a história da resistência


Em uma visita à casa da senhora Metta Moustafa em Shatila, o super-lotado campo de refugiados palestinos em Beirute, no Líbano, a família, hoje reduzida à mãe e à filha, Aida, contava os sucessivos massacres a que ambas sobreviveram. O começo é a Nakba, a Catástrofe palestina, quando Metta, ainda pequena, foi obrigada a fugir das milícias sionistas arrasando vilas inteiras, em 1948, rumo ao sul do Líbano com a família, carregando quase nada, para não voltar. Naquela, como em tantas outras casas palestinas, a memória salta de um massacre a outro, e são os de Tal al-Zaatar, de 1976, e o de Sabra e Shatila, de 16-18 de setembro de 1982, os que marcaram a vida em refúgio.

Por Moara Crivelente*

Vitrine de recordações da Palestina em Shatila. Foto: Moara Crivelente.
Continue lendo “Nos 39 anos dos massacres em Sabra e Shatila, palestinos mantêm viva a história da resistência”