Fidel Castro: O desfile do 50º aniversário

O comandante da Revolução Cubana, Fidel Castro comenta numa rápida Reflexão, o impressionante desfile popular comemorativo do 50º aniversário da proclamação do caráter socialista da revolução e da vitória contra a agressão armada dos mercenários a serviço do imperialismo estadunidense em Praia Girón. Ele não pôde comparecer. Com emocionante singeleza, fala sobre o mérito de estar vivo.

Tive hoje o privilégio de apreciar o impressionante desfile com que nosso povo comemorou o 50º aniversário da proclamação do caráter socialista da Revolução e da vitória de Praia Girón.

Também se iniciou neste dia o 6º Congresso do Partido Comunista de Cuba.

Desfrutei muito a narração pormenorizada e a música, os gestos, rostos, a inteligência, marcialidade e combatividade de nosso povo; Mabelita na cadeira de rodas com o rosto feliz e as crianças e os adolescentes da Colmenita multiplicados várias vezes.

Vale a pena ter vivido para ver o espetáculo de hoje, e vale a pena recordar sempre os que morreram para torná-lo possível.

Ao iniciar-se nesta tarde o 6º Congresso, pude apreciar, nas palavras de Raúl e no rosto dos delegados ao evento máximo de nosso Partido, o mesmo sentimento de orgulho.

Poderia ter estado na Praça, talvez por uma hora sob o sol e o calor reinante, mas não três horas. Atraído pelo calor humano que imperava ali, teria criado um dilema para mim.

Creiam-me que sofri quando vi que alguns de vocês me procuravam na tribuna. Pensava que todos compreenderiam que já não posso fazer o que fiz tantas vezes.

Prometi-lhes ser um soldado das ideias e esse dever ainda posso cumprir.

Fidel Castro Ruz

Fonte: Prensa Latina

Deixe uma resposta