Categoria: Imperialismo

TV Cebrapaz discute os vinte anos de “guerra ao terror”: invasões, espionagem e destruição de nações

A “guerra ao terror” declarada pelos Estados Unidos e seus aliados em 2001, após os horrendos atentados de 11 de setembro, abriu uma etapa ainda mais brutal da política imperialista de invasões, agressões, espionagem, tortura e conluios para a destruição de nações insubmissas. Assim impuseram políticas opressivas e repressivas, ferindo direitos civis e políticos e a soberania das nações, devastando países e matando milhares de civis. Apesar do retumbante fracasso e da resistência contínua, as consequências para os povos são nefastas. Para comentar este período e o rumo adiante nos reunimos no programa desta sexta-feira (10) na TV Cebrapaz o vice-presidente Wevergton Brito Lima, o secretário-geral José Reinaldo Carvalho e a diretora Moara Crivelente. Assista:

Continue lendo “TV Cebrapaz discute os vinte anos de “guerra ao terror”: invasões, espionagem e destruição de nações”

TV Cebrapaz conversa com Socorro Gomes sobre Afeganistão, armas nucleares e anti-imperialismo

O Afeganistão reemerge no noticiário como mais um país devastado pelo imperialismo. Os bombardeios atômicos das cidades japonesas de Hiroshima e Nagasaki pelos Estados Unidos foram outro crime hediondo perpetrado pelos senhores da guerra, há 76 anos, neste agosto. Para abordar estas e outras catastróficas ações do imperialismo e a resistência dos povos, a TV Cebrapaz recebeu nesta sexta-feira (20) a presidenta do Conselho Mundial da Paz, Socorro Gomes, para conversar com o vice-presidente do CEBRAPAZ, Wevergton Brito Lima, e a diretora Moara Crivelente. Assista:

Continue lendo “TV Cebrapaz conversa com Socorro Gomes sobre Afeganistão, armas nucleares e anti-imperialismo”

Derrota dos EUA no Afeganistão mostra com nitidez o desenho da nova ordem mundial

Somente o tempo dirá se a tomada do poder pelo Talibã no Afeganistão terá sido uma tragédia humanitária e um prejuízo inarredável para o direito internacional humanitário, o que se somaria ao plantel de crimes do imperialismo estadunidense, responsável em primeira e última instância pelo desfecho do conflito que provocou e sustentou durante duas longas décadas. Ou se resultará em progresso e estabilidade para um país em conflitos internos e guerras externas há cerca de 40 anos. 

Por José Reinaldo Carvalho*

Continue lendo “Derrota dos EUA no Afeganistão mostra com nitidez o desenho da nova ordem mundial”

O que faria um Brasil de Bolsonaro como parceiro da OTAN?

No movimento planetário de extensão que a Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) tem feito nas últimas décadas, o bloco militar bate à porta do Brasil. A depender de Jair Bolsonaro, alegremente, o presidente o convidaria a entrar e se sentar à cabeceira da mesa, já que tem se empenhado e vai se gabar de colocar o Brasil à disposição das potências imperialistas, como seu “parceiro global”. Se ele sabe o que isso significa? É possível que sim.

Por Moara Crivelente*

Continue lendo “O que faria um Brasil de Bolsonaro como parceiro da OTAN?”