Rússia e Venezuela defendem respeito à soberania síria

Rússia e Venezuela coincidem em suas exigências de respeito à soberania dos povos e apoiam o processo de diálogo interno na Síria, declarou nesta quarta-feira (7) o vice-ministro do Exterior do país sul-americano, Temir Porras.

 

Pronunciamo-nos por um diálogo político entre as partes sírias no marco do direito internacional, declarou Porras à Prensa Latina.

Igualmente, “compartilhamos com a Rússia o respeito à soberania e autodeterminação dos povos, a condenação às agressões militares como mecanismo para impor situações nos países”, indicou.

As duas nações contam com a mesma linha de atuação e trabalham em conjunto, cada uma com respeito a nossos processos de desenvolvimento interno, apontou.

Rússia e Venezuela, na área euroasiática e latino-americana, respectivamente, impulsionam os processos de integração, indicou.

Por isso sempre nos informamos dos avanços dos processos de integração em nossas respectivas regiões e tentamos fomentar o diálogo inter-regional para que América Latina, Caribe e Eurásia tenham espaços comuns de entendimento, considerou.

A Rússia tem uma boa posição no Conselho de Segurança e nós, em conjunto com países latino-americanos e caribenhos, estabelecemos uma muito boa coordenação com a Rússia para impedir que se imponha o unilateralismo e a soberba do Ocidente, destacou.

Porras declarou, por outro lado, que a terceira cúpula da América Latina para a Integração e o Desenvolvimento deu origem à Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac), a primeira instância que congrega as 33 nações da região.

O aparecimento da Celac é um ato transcendental, pois 185 anos após o congresso do Panamá que Simón Bolívar convocou para construir uma nação de repúblicas, a América Latina e o Caribe se constituem em um bloco que contribui para a formação de um mundo multipolar.

Assim a Celac, como polo de poder no mundo, pode com países como a Rússia, que defendem um mundo multipolar, pensar com todo o peso de 33 nações soberanas em uma pluralidade de ideias na terra, destacou.

Nosso continente hoje em dia é plural, com governos de todos as tendências políticas, mas todos concordamos com a necessidade de constituir um grande bloco de poder como a Celac, apesar desse equilíbrio de paz e cooperação entre os povos, apontou.

Prensa Latina

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s