Síria faz manifestação contra Liga Árabe e pela unidade nacional

Milhares de jovens residentes da cidade de Homs se concentraram na avenida Al-Hadareh, em protesto pelas ações da Liga Árabe contra a Síria, em apoio à unidade nacional e contra a violência terrorista.

 

Os participantes carregavam uma bandeira síria de mais de 20 metros de extensão e gritaram palavras de ordem contra a intromissão estrangeira nos assuntos internos do país.

Os manifestantes também expressaram seu compromisso com a defesa da unidade nacional, rechaçaram o sectarismo e apoiaram as decisões independentes do governo do presidente Bashar Assad, como o programa de reformas integrais.

Através de cartazes, os manifestantes expressaram o agradecimento do povo pelo sacrifício que as forças sírias fazem na luta contra os bandos terroristas armados e para garantir a segurança e a unidade do país.

A província de Homs, e em particular sua capital, são as mais afetadas pelas ações violentas e desmandos de grupos de extremistas que foram armados e financiados a partir do exterior, e nos quais inclusive participam mercenários infiltrados na Síria, segundo denúncias do governo.

As autoridades de Homs afirmam que a situação está sob controle, mas ainda se percebe apreensão na população e as medidas de segurança são extremas pelos atos de violência terrorista que os grupos armados executam.

Nos últimos dias, o governo informou sobre a morte de mais de 30 efetivos do Exército e da polícía em enfrentamentos com esses grupos.

A manifestação foi convocada por uma organização juvenil recentemente criada, “Amantes da Síria”, que lançou uma campanha com atividades por várias cidades, em defesa da dignidade e unidade do país.

O coordenador da campanha, Samer Habib, disse que as manifestações também se voltam para condenar a política de Israel na região e a participação de seus agentes nos acontecimentos.

A campanha também está dirigida – assinalou – a condenar a ofensiva midiática que distorce os fatos e instiga os distúrbios, ofensiva levada a cabo por vários canais de TV, como Al Jazira, do Catar, e Al-Arabiya, da Arábia Saudita, secundados pela programação em árabe da BBC e da estação francesa France 24.

Como em todo o país, os habitantes de Homs participaram na última segunda-feira das eleições para os conselhos locais.

Prensa Latina

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s