Brasil está pronto para resgatar militares em poder das Farc

Uma equipe com 25 especialistas do Brasil e da Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) partiu nesta sexta-feira (30), por volta das 10h30, de Manaus (Amazonas) para São Gabriel da Cachoeira, na fronteira com a Colômbia. A viagem faz parte da primeira etapa das operações de resgate de dez militares, mantidos em poder das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

A expectativa é que o resgate seja iniciado na segunda-feira (2), de acordo com o Comitê Internacional da Cruz Vermelha, um dos responsáveis pela operação.  

Segundo as Farc, os dez reféns – quatro militares e seis policiais – são os últimos em seu poder. Os nomes dos reféns que serão liberados só vão ser anunciados momentos antes das operações, segundo os organizadores.   A porta-voz da CICV no Brasil, Sandra Lefcovich, disse à Agência Brasil que será a quarta vez que brasileiros participam dos resgastes. “Essa é a quarta operação humanitária que o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) faz na Colômbia com o apoio logístico e técnico do governo brasileiro. Ao longo dos anos, acumulamos juntos uma experiência muito importante, na qual o Brasil deu mostra de profissionalismo e dedicação em missões de extrema complexidade”, acrescentou.  

Serão usados na ação dois helicópteros Cougar do Exército brasileiro, que têm capacidade para até 24 pessoas cada um – mas devem voar com menos passageiros por questões de segurança.  

O governo brasileiro também enviará à Colômbia um avião cargueiro médio com peças de reposição dos helicópteros e equipe de mecânicos. No total, mais de 20 militares foram destacados.  

Em São Gabriel da Cachoeira, os helicópteros brasileiros serão caracterizados com emblemas da Cruz Vermelha.   O cronograma inicial prevê que os dois helicópteros e o avião cheguem no domingo (1º) a Villavicencio, a 75 km de Bogotá. Nesta cidade, aguardarão o sinal verde das Farc para a operação, por meio da ONG Colombianos e Colombianas pela Paz, cuja líder é a ex-senadora Piedad Córdoba.

A ex-deputada federal brasileira Socorro Gomes, presidente do Conselho Mundial da Paz, chegou na tarde desta sexta-feira (30) em Bogotá, onde, ao lado de Rugoberta Menchú e Piedad Córdoba, participa dos esforços pacificadores da ONG Colombianos e Colombianas pela Paz.  

O acordo prevê que o local exato do resgate só seja divulgado horas antes. A maioria dos reféns está em poder das Farc há mais de dez anos.  

Do Vermelho, com informações da Folha de S. Paulo e Agência Brasil

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s