Ativistas denunciam que há uma guerra midiática contra a Síria

A delegação formada pela Federação Mundial da Juventude (WFDY na sigla em inglês), Conselho Mundial da Paz (CMP) e representantes de estudantes e organizações juvenis, em missão de paz na Síria, visitou, no hospital militar Tishreen em Damasco, integrantes do Exército feridos. Os ativistas expressaram solidariedade com o país, ressaltando a rejeição de todas as formas de interferência externa nos assuntos internos sírios.

Os médicos e membros do Exército feridos informaram a delegação sobre a situação de saúde e como eles foram alvo de grupos terroristas armados enquanto executavam seu dever nacional de proteger cidadãos e propriedades públicas e privadas.  

Conselho Mundial da Paz

A presidente do CMP, Socorro Gomes, reforçou a solidariedade do órgão internacional pela paz com a Síria e a luta de seu povo contra a conspiração e a guerra de mídia lançada pelas potências imperialistas, especialmente os EUA, contra o país.

Socorro acrescentou que os membros do CMP vão transmitir a verdadeira imagem dos eventos na Síria na esperança de que o país saia desta fase mais forte.   Por sua vez, o secretário do Comitê Palestino pela Paz e Solidariedade e coordenador regional do Oriente Médio do CMP, Akel Taqaz, reiterou a rejeição de uma interferência estrangeira na Síria, acrescentando que os apelos para armar a oposição são negativos e não vão ajudar o país. Para Taqaz, todos os esforços devem ser no sentido de lançar um amplo diálogo nacional e atender às demandas do povo sírio.  

Reunião com o grande mufti  

Durante reunião entre membros da WFDY e do CMP na Grande Mesquita dos Oumaiadas, o grande mufti da Síria, Ahmad Badr Eddin Hassoun, salientou que a consciência do povo sírio tem frustrado a conspiração que visa minar a segurança e a estabilidade da pátria.  

Hassoun afirmou que a Síria é alvo por causa de suas medidas nacionais e seu posicionamento contrário a todos os planos ocidentais que visam dominar a região.  

Ele conclamou os jovens a se esforçarem para alcançar a paz e levar a mensagem pacífica da Síria para o todo o mundo.   Por sua vez, os membros da delegação salientaram o papel importante da Síria em alcançar a paz e a estabilidade na região, acrescentando que “o povo sírio vai superar essa conspiração”.  

Durante a reunião, os ativistas pela paz expressaram também a solidariedade com a Síria em face das conspirações e manipulações midiáticas realizadas pelos meios de comunicação árabes e de países ocidentais, principalmente da União Europeia, dos EUA, da França, da Arábia Saudita, do Qatar e da Turquia.  

Eles denunciaram ainda as tentativas de interferência nos assuntos internos da Síria, afirmando que os sírios podem resolver seus problemas por conta própria e que eles “vão sair desta crise vitoriosos e mais fortes do que antes”.  

Da Redação do Vermelho,
Vanessa Silva, com informações da Agência Síria Sana

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s