Israel agride palestinos e fecha as portas ao diálogo

Em nome do Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta pela Paz (Cebrapaz), Socorro Gomes, que exerce também a presidência do Consleho Mundila da Paz, emitiu neste sábado (17) nota condenando a brutal agressão dos sionistas israelenses contra o povo palestino na Faixa de Gaza.

Leia também:
Conselho Mundial da Paz condena agressão israelense em Gaza

O Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta Pela Paz, Cebrapaz, condena os bombardeios e a ameaça de invasão terrestre promovida por Israel na Faixa de Gaza. Como bem classificou o presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mohamed Abbas, trata-se de um massacre cometido contra os palestinos. Isto em um contexto em que a ANP se propõe levar à votação na ONU a proposta de que o Estado palestino seja admitido como membro observador.

Esse ataque a Gaza insere-se em um contexto no qual Israel fecha todas as possibilidades ao diálogo e à construção de um processo de paz, contando com o poder de veto dos Estados Unidos na ONU e o apoio militar e financeiro dessa potência imperialista, bem como a cumplicidade da União Europeia.

Exigimos, portanto, o fim da agressão israelense contra os palestinos, o fim da expansão das colônias e apoiamos a criação de um Estado palestino com as fronteiras anteriores a 1967 e tendo por capital Jerusalém Leste.

Por isto, é fundamental que todos se mobilizem para lutar em solidariedade ao povo palestino no Fórum Social Mundial Palestina Livre, a ser realizado entre 28 de novembro e 1º de dezembro de 2012 em Porto Alegre.

17 de novembro de 2012
Socorro Gomes
Presidente do Cebrapaz

Deixe uma resposta