Encontro em Solidariedade ao Povo Sírio reúne mineiros na denúncia ao papel do imperialismo no conflito

O embaixador da República Árabe da Síria, Ghassan Nseir, participou nesta segunda-feira (28), em Belo Horizonte, a convite do deputado federal, Wadson Ribeiro, do Encontro em Solidariedade ao Povo Sírio. A atividade, realizada na sede do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais (SJPMG), discutiu a situação na Síria e a atual crise humanitária na região. Participaram do evento a deputada federal, Jô Moraes; a presidenta nacional do Cebrapaz, Socorro Gomes; o cônsul da Síria em MG, Emir Cadar; o padre George Rateb Massis, da Arquidiocese de Belo Horizonte; o secretário de Relações Internacionais do estado de MG, Rodrigo Perpétuo; o vereador Gilson Reis; Carlos Calazans, da direção do PT-MG; além de representes da Força Tarefa para Receber e Auxiliar Refugiados e dos movimentos sociais da capital mineira.

O deputado Wadson — que preside a Frente Parlamentar Brasil-Países Árabes, na Câmara Federal — defendeu a autodeterminação e a soberania da Síria. Ele enfatizou a criminosa atuação de potências imperialistas que financiam grupos mercenários que atuam no oriente médio com o objetivo de desestabilizar diversos governos da região.

O parlamentar mineiro afirmou ainda a necessidade do posicionamento do Estado brasileiro em busca de uma solução definitiva para o conflito que se estende desde 2011 e que, segundo dados de organizações internacionais, já vitimou mais de 240 mil pessoas.

O embaixador sírio denunciou que, assim como aconteceu na Líbia, no Paquistão e no Iraque, o conflito no país é financiado pelos Estados Unidos e outras potências internacionais. “Onde eles entram deixam o problema maior”. O Estado sírio é historicamente reconhecido por intermediar acordos de paz na região do Oriente Médio e pela defesa da Palestina. “Querem destruir a nossa aliança com os palestinos, por isso patrocinaram terroristas e enviaram armas”.

Ainda segundo ele, as mesmas nações que hoje se dizem ‘solidárias’ aos mais de quatro milhões de refugiados sírios espalhados por todo o mundo são responsáveis pelo conflito. “Hoje, essas mesmas forças fazem o discurso hipócrita, mostrando as lágrimas dos refugiados”, disse.

Deputado Wadson Ribeiro defende a sobrenia síria contra a ingerência imperialista

alt

Ghassan Nseir pediu ainda que o apoio do Brasil não se restrinja apenas ao acolhimento aos refugiados, mas também na busca pela solução pacífica do conflito. “O povo brasileiro precisa saber disso e ficar atento. A melhor ajuda que o Brasil pode dar à Síria é nos apoiar para acabar com o estado de terror. O melhor lugar para os sírios é na Síria.”

A presidenta do Cebrapaz, Socorro Gomes — que já esteve na Síria por três vezes em viagens oficiais de solidariedade — reforçou a natureza pacífica do país. Segundo ela, o respeito às mais diversas tradições religiosas e culturais são uma característica do povo sírio que hoje sofre a criminosa intervenção de outras nações. “Não somos nós que devemos dizer qual é a política que este ou aquele país deve seguir. Precisamos defender a soberania da Síria e de seu povo”.

O presidente do SJPMG, Kerison Lopes, lembrou os 70 anos do Sindicato dos Jornalistas, completados no dia 6 de setembro, e sua tradição de luta pela paz. “Defender a paz na Síria é apoiar o povo sírio para que derrote o terrorismo financiado pelo imperialismo norte-americano”, disse.

Para a deputada Jô Moraes — presidenta da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional, da Câmara Federal — o parlamento brasileiro deve se somar com mais ênfase às milhares de vozes em todo mundo que buscam a paz na região. Ela saudou ainda a iniciativa da Força Tarefa que tem prestado apoio aos refugiados da capital. Apenas em 2015, Belo Horizonte recebeu 78 sírios.

Por Mariana Viel, da assessoria do dep. Wadson Ribeiro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s