Começa em Bogotá a 2ª Assembleia Continental da ALBA Movimentos: Pela paz e a soberania popular em Nossa América

Começa nesta quinta-feira (1º/12/2016), na Colômbia, a 2ª Assembleia da ALBA Movimentos — Unidade na Luta Continental pela Paz e a Soberania Popular em Nossa América. O encontro estende-se até o dia 4 de dezembro. Em nota, a Articulação Continental dos Movimentos Sociais para a ALBA (Alternativa Bolivariana para os Povos da Nossa América) avalia os atuais desafios e propõe o “impulso a um novo ciclo de lutas na construção de um projeto completo para a emancipação da Nossa América”. Leia a seguir. 

2ª Assembleia Continental ALBA Movimentos, Unidade na Luta Continental

O falecimento do líder histórico da Revolução Cubana, Fidel Castro Ruz, é o evento mais recente e lamentável, em um contexto continental marcado pela reorganização da direita e a incidência do capital, das empresas transnacionais e do poder da mídia contra os nossos povos, seus direitos e reivindicações.

Fidel parte aos seus 90 anos deixando um enorme legado para os povos da América e do mundo: o exemplo de dignidade e heroísmo presente em toda a sua vida para enfrentar o imperialismo e construir processos de libertação e de integração dos povos.

O resultado do Plebiscito para a Paz na Colômbia, o golpe de Estado no Brasil, o resultado do referendo na Bolívia, a vitória da maioria de direita no Parlamento venezuelano e a guerra aberta contra a Revolução Bolivariana, a chegada de Macri ao governo da Argentina, a investida contra os mecanismos de integração regional e os governos progressistas, a criminalização das lutas sociais e populares, a perseguição e assassinato de líderes populares são alguns dos outros eventos infelizes que realizam uma estratégia do imperialismo e seu lacaios contra a nossa Pátria Grande: Nossa América, que busca a restauração e aprofundamento do neoliberalismo.

Por outro lado, os projetos de integração regional como ALBA-TCP, UNASUL, CELAC não conseguiram avançar em conquistas para construir a contra-hegemonia na região e, embora a luta acumulada no continente seja tangível, ainda temos que trabalhar com muita intencionalidade, perspectiva política e estratégica, para concretizar a unidade em ação na luta continental.

Neste contexto, nos reunimos em Bogotá, na Colômbia, mais de 200 representantes de organizações sociais e populares que fazem parte da Articulação Continental ALBA Movimentos para realizar a nossa 2ª Assembleia Continental, que terá como premissas a construção e fortalecimento da unidade nacional e regional, multiplicar as possibilidades de resistência, elevar e ampliar a mobilização popular, fortalecer a organização, defender o que construímos como povos organizados e avançar em um projeto de integração popular alternativa à ordem imperante.

Não é por acaso que se escolheu a Colômbia como sede da nossa Assembleia. Será um momento para apoiar as negociações de paz que estão em curso e enviar uma mensagem de apoio ao povo colombiano, porque a paz na Colômbia é a paz no continente.

Temos muitas razões. Temos uma história comum construída ao longo de séculos de luta e resistência. Temos força de povo. Podemos construir uma contra-ofensiva para subverter o momento político atual. Para isso propomos articular um movimento continental que promova um novo ciclo de lutas e se proponha a construção de um projeto abrangente para a emancipação da Nossa América.

PELA PAZ E A SOBERANIA POPULAR DE NOSSA AMÉRICA: UNIDADE, LUTA, BATALHA E VITÓRIA!

Articulação Continental dos Movimentos Sociais para a ALBA
Bogotá, Colômbia, 29 de novembro de 2016

Fonte: ALBA Movimientos

Tradução: Cebrapaz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s