Membros de entidades da paz e da juventude de 37 países reúnem-se com presidente Bashar Al-Assad

Delegados de 55 entidades do Conselho Mundial da Paz (CMP) e da Federação Mundial da Juventude Democrática (FMJD) reuniram-se com o presidente da Síria Bashar Al-Assad em Damasco, nesta quarta-feira (31/10). Os líderes das duas delegações, a presidenta do CMP Socorro Gomes e o presidente da FMJD Iakovos Tofari, afirmaram a confiança de que a luta do povo sírio contra o terrorismo e a ingerência imperialista será vitoriosa. O presidente Assad deu informações atuais sobre a crise e respondeu a perguntas de vários participantes.

Estiveram à mesa também o secretário-executivo do CMP Iraklis Tsavdaridis e o secretário-geral da FMJD Laudert Lopez, que igualmente manifestaram o apoio de ambas as organizações à luta do povo sírio.

A reunião foi realizada no quadro da Missão de Solidariedade Internacional conjunta entre o CMP e a FMJD, que reúnem entidades da paz e da juventude de mais de 100 países. O Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta pela Paz (Cebrapaz), membro do CMP, participou da Missão representado pelo presidente Antônio Barreto, a diretora executiva Moara Crivelente e a diretora do núcleo da Bahia, Maria Ivone Souza.

Após oferecer informações atualizadas sobre a luta nacional e as iniciativas diplomáticas, afirmando a disposição do seu governo para com uma paz justa e soberana e a determinação no combate ao terrorismo e à ingerência externa, Assad respondeu comentários e perguntas diversas.

Presidente Bashar Al-Assad CMP FMJD.jpg

O presidente sírio enfatizou a importância do empenho do CMP e da FMJD na defesa da verdade e dos princípios em que se baseiam suas lutas, rechaçando a disseminação de notícias falsas sobre o conflito no país e dos pretextos usados pelas potências imperialistas, especialmente os EUA, para justificar a ingerência e a intervenção.

“Defender princípios tem um preço e nós, na Síria, pagamos muito caro para preservar nossa pátria e a independência da nossa decisão”, ressaltou Assad, que defendeu que tais princípios devem ter como eixo os interesses dos povos, constituindo base sólida ante aos interesses de algumas potências ingerencistas.

A presidenta do CMP Socorro Gomes, como fizera em encontros com autoridades, com a central sindical e o partido Baath, e na Conferência Internacional de Solidariedade ao Povo Sírio realizada na terça (30), denunciou os crimes cometidos pelo imperialismo estadunidense e de seus aliados na Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) e na região, como as monarquias do Golfo, contra o povo sírio. Socorro reiterou a convicção do CMP de que a luta do povo sírio não só será vitoriosa como servirá de exemplo para todos os povos em resistência de que o imperialismo não é invencível.

Iakovos Tofari, presidente da FMJD, também expressou a honra dos membros da entidade internacional pela acolhida em Damasco e a importância da vitória síria contra o imperialismo e o terrorismo para toda a humanidade. Também como da Conferência, reafirmou a irredutível solidariedade com o povo sírio e a convicção da sua capacidade de reconstruir sua pátria.

De Damasco, Cebrapaz