Socorro Gomes: Em solidariedade à Venezuela, repudiamos a invasão criminosa de sua Embaixada no Brasil

Denunciamos energicamente a invasão da Embaixada da República Bolivariana da Venezuela nesta quarta-feira (13), em Brasília, por um grupo provocador e violento de apoiadores do golpista autoproclamado presidente venezuelano, Juan Guaidó. Trata-se de uma ação criminosa e uma gravíssima violação do direito internacional que rege as relações diplomáticas entre Estados soberanos.

Resultado de imagem para embaixada venezuela


Mais grave ainda é que o governo de extrema-direita do Brasil, presidido por Jair Bolsonaro, tenha sido conivente com a ação. Anteriormente, o governo brasileiro decidiu arbitrariamente albergar os representantes do golpismo venezuelano no Brasil, acreditando no país uma falsa embaixadora.

O grupo que tenta tomar de assalto a Embaixada age de forma violenta visando a se apossar do edifício da missão diplomática venezuelana. Diante do gravíssimo intento de invasão da Embaixada, representantes de diversas forças progressistas, entre estas partidos políticos, membros do Parlamento e dirigentes de movimentos sociais estão no local para buscar a mediação e proteger a missão diplomática e seus funcionários, inclusive os ali residentes com suas famílias.

A Chancelaria do Brasil sob Bolsonaro insiste em que os representantes diplomáticos legítimos do Governo constitucional venezuelano deixem a Embaixada, para favorecer sua tomada pelos representantes dos golpistas. Rechaçamos mais esta afronta à soberania da Venezuela, com a tentativa de expulsão da representação diplomática leal ao legítimo Governo do presidente Nicolás Maduro.

Exigimos que as autoridades brasileiras abandonem qualquer papel neste complô golpista e tomem medidas para a proteção da Embaixada da Venezuela e seus funcionários, contra a invasão do edifício pelos grupos que tentam tomá-lo à força, evitando a intensificação de qualquer tipo de confronto no local.

Aos golpistas e seus patrocinadores regionais e internacionais, sobretudo o imperialismo estadunidense, reafirmamos: Tirem as mãos da Venezuela soberana!

Viva a resistência do povo venezuelano, toda a solidariedade à sua luta em defesa da soberania nacional e da democracia!

Socorro Gomes
Presidenta do Conselho Mundial da Paz