Direção do Cebrapaz realiza reunião virtual para discutir ações em tempos de pandemia

A Direção do Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta pela Paz (Cebrapaz) realizou uma exitosa reunião virtual nesta terça-feira (12) para discutir a atuação da entidade nestes tempos de pandemia. Com cerca de 20 participantes dos diversos estados, esta foi a primeira reunião da nova gestão, eleita na Assembleia Nacional de 2019, sob a direção do presidente Jamil Murad.

O encontro, conduzido pelo vice-presidente Wevergton Brito, iniciou com uma rica análise da conjuntura mundial feita pelo presidente Murad, enfatizando pontos que evidenciam a gravidade da ofensiva imperialista e da escalada do fascismo em diversos países, como o próprio Brasil, e os limites inerentes ao capitalismo neoliberal na proteção da vida, como se vê diante das respostas à pandemia de Covid-19.

Murad também avaliou a catastrófica política externa brasileira sob o governo protofascista de Jair Bolsonaro e sua Chancelaria, chefiada por Ernesto Araújo, denunciando como a dupla tem manchado uma longa trajetória diplomática respeitada por todo o mundo. O presidente abordou a situação da vizinha Venezuela e a participação do governo Bolsonaro no cerco à nação irmã, assim como a postura do mesmo governo de apoio incondicional ao regime israelense, que tem intensificado a colonização da Palestina e a agressão contra o povo palestino. Murad pontuou ainda o desserviço que a postura subserviente ao imperialismo estadunidense presta ao povo brasileiro, por exemplo, ao alimentar uma posição antagonística em relação à China, nação com que o Brasil manteve sempre relações de amizade, assim como um importante parceiro comercial.

Jamil Murad presidente eleito do Cebrapaz
A Assembleia Nacional de 2019 elegeu a nova Direção, sob a presidência de Jamil Murad.

O secretário-geral José Reinaldo Carvalho ressaltou que parte importante da luta das forças progressistas e democráticas, amantes da paz, é denunciar e rechaçar as políticas que atentam contra a vida neste momento, não perdendo de vista a continuidade da luta contra o imperialismo. O secretário-geral enfatizou a necessidade de amplitude nessas lutas, com o reforço do nosso engajamento nos movimentos sociais brasileiros, como a Frente Brasil Popular, e internacionais, como o Conselho Mundial da Paz (CMP), de que o Cebrapaz é membro.

A presidenta do CMP Socorro Gomes, membro do Conselho Consultivo e ex-presidenta do Cebrapaz, também pontuou a gravidade da situação internacional diante da pandemia, que intensifica tendências já avistadas antes, com a escalada da ofensiva imperialista contra os povos. Socorro Gomes tem se empenhado na participação de seminários virtuais e entrevistas em que o reforço do apelo à mobilização e à solidariedade internacional dá o tom da continuidade da luta, agora com o reforço do recurso às mídias, que inclusive podem nos fazer chegar a mais pessoas.

Foi neste sentido, por isso, o informe dado pela diretora de Comunicação, Moara Crivelente, sobre o projeto já iniciado para a ampliação da comunicação do Cebrapaz através das já ativas página de Internet e redes sociais e também do canal no Youtube, para o qual tem convidado colaboradores. Com duas entrevistas já publicadas, a programação proposta inclui mais entrevistas, seminários virtuais e informativos, inclusive com transmissão ao vivo. Para tornar o projeto viável e operacional, membros da Direção se dispuseram a colaborar, empenhados na ampliação da diversidade de temas abordados de forma dinâmica, para alcançar maior audiência, e na produção de conteúdo qualificado para os tantos meios de que a entidade dispõe. Também ficou patente a necessidade de garantir a articulação da comunicação a nível nacional e a nível estadual.

O diretor de Planejamento Sérgio Benassi deu seu informe sobre a operação da entidade e os demais membros da Direção deram contributos com análises centradas na urgência de algumas das campanhas e ações em que o Cebrapaz pode se engajar mais, como contra a militarização mundial e regional e as armas nucleares, o golpismo e intervencionismo contra a Venezuela e o bloqueio a Cuba pelos Estados Unidos, assim como pela libertação da Palestina, do Saara Ocidental e de Porto Rico, entre diversos outros temas.

A reunião foi concluída com um também rico contributo do vice-presidente Wevergton Brito para o encaminhamento das suas próprias avaliações e das propostas elaboradas, e do presidente Jamil Murad, que reforçou a importância do empenho de todos para o funcionamento, a amplitude e o aprofundamento das ações do Cebrapaz, saudando o que foi uma reunião exitosa para a implementação dos planos e das prioridades definidas pelos membros da Direção.