Tag: FARC-EP

Unidade contra a perseguição aos líderes sociais e pela paz na Colômbia

Consternadas, mas decididas a deter o retrocesso na Colômbia, as forças da paz denunciam a perseguição às lideranças sociais ameaçadas e assassinadas no país. Mais de 445 vidas foram tomadas de janeiro de 2016 a julho de 2018. O fim do paramilitarismo há décadas vitimando líderes comunitários e dirigentes partidários foi um compromisso assumido no processo de paz. Mas com o retorno do uribismo na eleição de Iván Duque Márquez para a Presidência, ainda é preciso unir forças para evitar o retrocesso.

Por Socorro Gomes*

Continue reading “Unidade contra a perseguição aos líderes sociais e pela paz na Colômbia”

Presidenta do Conselho Mundial da Paz repudia a persistência do paramilitarismo na Colômbia

A presidenta do Conselho Mundial da Paz (CMP), Socorro Gomes, emitiu uma nota de repúdio e solidariedade ao povo colombiano pelos assassinatos de diversos líderes comunitários, defensores de direitos humanos, líderes de movimentos sociais e ex-combatentes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia – Exército do Povo (FARC-EP), neste domingo (22). Socorro reafirmou o apoio do CMP à demanda do povo colombiano pelo fim da impunidade, do paramilitarismo e da violência e pela construção de uma paz justa e duradoura. Leia o texto a seguir:

Continue reading “Presidenta do Conselho Mundial da Paz repudia a persistência do paramilitarismo na Colômbia”

“Paz, a mais bela das tarefas”: FARC fundam partido com base em compromissos revolucionários

Timoleón Jiménez, dirigente das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia – Exército do Povo (FARC-EP), descreveu assim o desafio no Congresso iniciado neste domingo (27) de fundação do partido, que manterá o acrônimo e o compromisso histórico no âmbito da política institucional, após a assinatura dos acordos com o governo de Juan Manuel Santos. A paz é, disse Jiménez, “a mais formosa das tarefas” do novo partido.

Continue reading ““Paz, a mais bela das tarefas”: FARC fundam partido com base em compromissos revolucionários”