Declaração do Cebrapaz sobre a nova estratégia dos EUA para o Afeganistão

O Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta pela Paz – Cebrapaz, vem a público manifestar-se contra a mais nova escalada bélica promovida pelo imperialismo estadunidense, anunciada no último dia 02 de dezembro como a  Nova estratégia dos EUA para o Afeganistão”.

Em discurso à nação pronunciado na Academia Militar de West Point, em Nova Iorque, Obama reafirmou seu compromisso com a “guerra contra o terror”, lançada pelo seu antecessor George Bush, ao anunciar o envio de mais 30 mil soldados  estadunidenses ao Afeganistão, além de pressionar seus aliados da OTAN para o envio de mais tropas. Cada vez mais a guerra de Bush torna-se a guerra de Obama.

Os números das forças de ocupação no Afeganistão são expressivos. Atualmente os EUA possuem 68 mil homens, que se somam aos quase 40 mil mantidos pela OTAN. Com o aumento de 30 mil soldados estadunidenses e mais sete a dez mil soldados da OTAN, o contingente de forças estrangeiras chegaria ao surpreendente número de quase 150 mil soldados.

De acordo com o gabinete de orçamento do congresso dos EUA, desde o seu início em 2001 a guerra já consumiu 227 bilhões de dólares, sendo que esta última escalada custará mais 30 bilhões ao ano.

Em recente pesquisa da rede CNN, ficou patente que 52% dos estadunidenses querem que a guerra acabe imediatamente. No dias seguintes ao anúncio da nova estratégia, importantes manifestações voltaram a ser realizadas em distintos pontos dos EUA contra a agressão militar.

Obama justifica a escalada militar com os mesmos argumentos de seu antecessor “a segurança dos EUA e de seu povo está em jogo”. No entanto, os interesses que estão por trás da presença estadunidense no Afeganistão são outros. Trata-se do controle da Ásia Central, articulado com o projeto do Grande Oriente Médio iniciado por Bush, que visa dentre outras coisas a garantir o suprimento de fontes energéticas oriundas desta região. 

Em seus poucos meses de governo, o presidente Barak Obama, vai demonstrando que independentemente de mudanças de retórica, de forma ou de estilo, a  política externa estadunidense continua sendo essencialmente militarista, agressiva e orientada ao saque dos recursos estratégicos dos povos e nações.

O Cebrapaz condena esta nova escalada militarista dos EUA, a qual demonstra que o imperialismo não hesitará em utilizar sua força para impor seus interesses aos povos e nações ao redor do mundo.

A nova estratégia dos EUA para o Afeganistão é mais uma clara indicação da importância da luta em defesa da paz no atual contexto internacional. Nossos esforços devem estar dirigidos à construção de um amplo movimento que busque derrotar as políticas do imperialismo, elemento essencial para conquistarmos a paz verdadeira.

Pelo fim da presença militar dos EUA no Afeganistão!
Por um mundo livre do imperialismo e de bases militares estrangeiras!

A Diretoria do Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta pela Paz – Cebrapaz

Deixe uma resposta