Mulheres cubanas mandam mensagem de solidariedade aos Cinco Heróis Antiterroristas

A Federação de Mulheres Cubanas (FMC) reiterou, neste domingo (25/7), sua solidariedade aos cinco heróis antiterroristas presos nos Estados Unidos, em expressão dos revolucionários. Além disso, enviaram também cálidos sentimentos de mais de 4 milhões de filiadas à organização.

Em carta endereçada a Gerardo Hernández, René González, Fernando González, Antonio Guerrero e Ramón Labañino, as mulheres expressaram que esta é uma batalha contra o terrorismo e a crueldade. As ativistas da FMC afirmam que estarão em luta até o retorno dos Cinco à Pátria.

“Às vésperas de um novo 26 de Julho, 57º aniversário do ataque ao Quartel Moncada, e com o regozijo de ver ao Comandante-em-chefe Fidel Castro, com sua sagacidade profunda nas análises e leituras dos acontecimentos e acontecimentos a escala planetária, o Pleno do Comitê Nacional da FMC envia-lhes seu abraço solidário militante”, indicaram as mulheres cubanas.

“Esse espírito de luta insubmisso, após quase 12 anos de injusta prisão, inspira-nos a seguir junto a vocês, suas mães e esposas, e a nosso povo a prosseguir a luta para que prevaleça a verdade”, agregaram. “Hoje, mais que nunca, seguiremos adiante na construção da Cuba Socialista, na luta pelo levantamento do bloqueio, enfrentando os desafios presentes e por vir, com a segurança de que vocês voltarão.”

O texto, publicado no jornal Juventude Rebelde, recorda que, em 23 de agosto, a FMC comemorará seu 50º aniversário. As mulheres cubanas se dizem “guiadas pelo exemplo de sua sempre presidenta Vilma Espín, os ensinamentos de Fidel Castro e a certeira condução de Raúl Castro e do Partido Comunista”.


Com informações da Prensa Latina

Deixe uma resposta