Governo dos EUA usa novas tecnologias para golpear Cuba

A estratégia dos Estados Unidos contra Cuba vem apostando no aproveitamento das modernas tecnologias de informação e nas comunicações, denunciou o novo capítulo da série “As razões de Cuba”.

Isso implica, naturalmente,  um desafio para a segurança nacional que o país continuará assumindo, porque não renunciará ao desenvolvimento e ao acesso do povo cubano às novas tecnologias.

Neste capítulo, foi explicado que a comunidade de inteligência dos Estados Unidos tem um objetivo principal em relação à ilha: seguir construindo uma contrarrevolução manipulável e servil, mas que, ao mesmo tempo, possa oferecer uma imagem diferente ao mundo.

Com homens como Raúl Capote pode-se frear as ações que tinham como objetivo final a derrubada do projeto social. “Eu não sou o mesmo de um tempo atrás, aprendi como lidar com o inimigo, que quer destruir a revolução”.

Com a projeção do documentário Fabricando um líder, sete matérias de denúncia foram apresentadas na série As Razões de Cuba, as quais colocaram um manifesto sobre a continuidade da política de subversão dos Estados Unidos contra a nação caribenha, pela vontade de destruir a revolução.

Fonte: Agência Prensa Latina

 

Deixe uma resposta