Estado Palestino é questão de direito, diz presidente da Cebrapaz

A Gazeta de Joinville ouve a partir do início deste mês lideranças de entidades brasileiras sobre os conflitos da palestina e Faixa de Gaza.

O Brasil é um dos 193 Estados que fazem parte da ONU (Organização das Nações Unidas) e votará a favor ou não do Estado Palestino no próximo dia 20.

A presidente do Centro Brasileiro de Solidariedade as Povos e Luta pela Paz (Cebrapaz), Socorro Gomes, faz parte do Comitê pelo Estado da Palestina Já!, criado para conscientizar brasileiros e apoiar a palestina. A Cebrapaz também integra o Conselho Mundial da Paz, que foi criado em 1949.

De acordo com Socorro, quando foi feita a partilha de terra (1947) pela ONU era para ser criado dois estados (um árabe e um judeu). “Mas até hoje, sob extermínio o povo palestino viu Israel subtrair seu território e tem sido impedido de viver”.

“É uma questão de obediência e de direito do povo palestino”, diz.

Para Socorro, reconhecer o Estado Palestino é “corrigir uma injustiça, um grande erro e um crime”. A presidente adianta que parte neste mês para a Palestina junto com uma comissão com o intuito de ver a realidade da região.

Jacson Almeida da Gazeta de Joinville

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s