Piedad Córdoba denuncia plano de paramilitares para assassiná-la

A defensora dos Direitos Humanos, Piedad Córdoba denunciou, nesta quarta-feira (9) que pessoas de alto nível da Colômbia ofereceram uma quantia milionária de dinheiros aos grupos paramilitares Los Rastrojos e Las Águilas Negras para assassiná-la.

A ex-senadora disse que o plano para atentar contra sua vida está muito bem desenhado.

Córdoba advertiu que os integrantes destas organizações ciminosas “não atuam sozinhas, são apenas os que apertam o gatilho” e reiterou que “as ordens são dadas por pessoas de alto nível neste país”.  

A ex-congressista disse que o plano para atentar contra sua vida está muito bem desenhado e inclusive estariam usando “tecnologia de ponta” para levar a cabo o atentado.  

“É uma tentativa de assassinato muito bem desenhada, muito bem organizada em termos de tecnologia de ponta, e o fundamenta, é que se dá depois de uma série de ações dos Colombianos [e Colombianas pela Paz] e a presença potencial da Marcha Patriótica”, detalhou Córdoba.  

A ativista fez um chamado ao governo e pediu garantias para seguir seu trabalho de paz. “O governo tem que garantir a vida e assegurar o direito que temos de formar organizações, participar da política e a buscar a paz”, ressaltou.  

A ativista apresentará de maneira formal os argumentos da denúncia nesta quarta-feira (9), como informou a correspondente da de Telesur na Colômbia, Angie Camacho.  

Fonte: Telesur  Tradução: da Redação do Vermelho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s