Patriota recebe delegação do Cebrapaz em Brasília

Uma delegação do Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta pela Paz (Cebrapaz) foi recebida pelo ministro de Relações Exteriores, Antonio Patriota, em Brasília (DF), na terça-feira (26). Durante o encontro, a presidenta da entidade, Socorro Gomes, falou das resoluções da 3º Assembleia Nacional do Cebrapaz e expôs a necessidade em se criar uma cultura de paz, solidariedade e autodeterminação dos povos, com soberania, diante das forças imperialistas.

“A 3º Assembleia Nacional do Cebrapaz fez um balanço de sua atuação e traçou novas diretrizes. Também foi bastante debatida a agenda internacionalista no país, trazida pelo Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e a Luta pela Paz. Essa assembleia reafirma o compromisso de luta do Cebrapaz, que tem como principal tarefa, levar a solidariedade aos povos agredidos pelas potências imperialistas e que reagem a essas agressões, além da própria luta anti-imperialista, da denuncia dos crimes do imperialismo”, explicou Socorro Gomes, que também preside o Conselho Mundial da Paz (CMP).

Socorro enfatizou que a construção da paz só é possível a partir da denúncia de quem promove a guerra. “Para nós é estratégica a luta pela paz, porque a humanidade está muito mais ameaçada. Então isso nos cobra muita responsabilidade em fortalecer a cultura pela paz e a consciência anti-imperialista, além da solidariedade aos povos e valorizar o que herdamos. Conquistamos, através das lutas populares, uma mudança na organização geopolítica da América Latina”, disse a ativista da paz.

A Assembleia do Cebrapaz ocorreu nos dias 8 e 9 de junho e contou com representantes de 15 estados brasileiros. “Tivemos uma mesa de muito peso e amigos da paz, que chamamos de mesa da solidariedade e da luta anti-imperialista. Entre eles o cônsul de cuba, da Venezuela e da síria. Também representantes da CTB, do MST e da UBM”, destacou Socorro, lembrando que apesar dos avanços, é preciso estar atento com as manobras do imperialismo para se manter no continente.

“Se por um lado o povo derrotou a Alca, o imperialismo, que sempre teve a America Latina como seu quintal, arreganha os dentes e ameaça com a quarta frota da marinha de guerra dos Estados Unidos, transformando, por exemplo, o estado colombiano quase como um estado de Israel, causando instabilidade contra a paz no continente”, lembrou a presidenta do CMP.

Socorro Gomes também relatou ao chanceler os esforços brasileiros em participar com uma delegação bastante representativa, do Congresso do Conselho Mundial da Paz. O Congresso do CMP ocorrerá entre os dias 20 e 23 de julho em Katmandu, no Nepal, e reunirá diversas organizações de todos os continentes que lutam pela paz, pela soberania e em solidariedade aos povos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s