Congresso Latino-Americano e Caribenho de Estudantes debate o conflito na Colômbia

socorro66247A presidenta do Cebrapaz e do Conselho Mundial da Paz (CMP) Socorro Gomes participou do 17º Congresso Latino-Americano e Caribenho de Estudantes (CLAE), que ocorreu entre os dias 17 e 23 de agosto, na Nicarágua, integrando a mesa de debates sobre o conflito colombiano junto com delegados das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC).

“Centrei-me nas causas do conflito colombiano, ou seja, que precedem inclusive a criação das Farc”, comentou Socorro em declarações ao Portal Vermelho, lembrando que a questão agrária está nas raízes da violência. Por isso, o tema foi o primeiro ponto debatido entre as FARC e o governo colombiano no processo de diálogos lançado ainda em setembro de 2012.

Continua bastante preocupante a questão da violência empregada pelo Estado e por paramilitares contra os camponeses. “Os assassinatos de líderes da Marcha e da União Patriótica são frequentes, os camponeses tentaram um diálogo paralelo com governo após a greve agrária de 2013, mas não obtiveram sucesso”, disse Socorro.

Durante o evento na Nicarágua, a presidenta do Cebrapaz ressaltou que “é preciso haver garantias para que o processo de paz seja efetivo, duradouro. Vemos muitas negociações terminarem e, posteriormente, seus atores serem perseguidos politicamente ou assassinados”.

Socorro afirmou que os delegados das FARC que participaram da mesa por vídeoconferência, desde Havana, “mostraram-se muito otimistas com os diálogos, principalmente nesta etapa em que as vítimas estão sendo escutadas”. Para ela, o povo colombiano precisa ser ouvido a qualquer custo, inclusive em relação à forma como serão empregados os acordos feitos entre as partes. “Os cidadãos que sofrem com esse conflito há mais de meio século devem ser incluídos neste processo”, disse.

Socorro contou ao Portal Vermelho que uma das resoluções aprovadas durante a conferência é que a juventude latino-americana deve criar comitês de solidariedade ao povo da Colômbia para apoiar as negociações de paz.

Mais de quatro mil delegados de 26 países – inclusive a UNE, a UBES e a ANPG brasileiras – participam do 17º CLAE, realizado pela Organização Continental Latino-Americana e Caribenha de Estudantes (OCLAE). O ex-presidente de Honduras Manuel Zelaya e a ex-senadora colombiana Piedad Córdoba estiveram entre os oradores na abertura do evento.

Com informações do Portal Vermelho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s