Agressão saudita contra o Iêmen provocou quase 10 mil mortos

A Organização das Nações Unidas (ONU) estima que os 18 meses de agressão saudita ao Iêmen tenham provocado perto de 10 mil mortos. O coordenador humanitário da ONU para o Iêmen, Jamie McGoldrick, disse numa conferência de imprensa em Saná, no final de agosto de 2016, que o número de vítimas mortais se baseia em dados oficiais fornecidos por instalações médicas no país do Médio Oriente, noticiam a PressTV e a HispanTV.

Jamie McGoldrick acrescentou que o número real de mortos poderá ser ainda mais elevado, tendo em conta que esta nova estimativa se baseia nas informações de centros de saúde regionais e que estes não existem em todas as zonas do país. Nalguns locais, são os familiares que enterram os seus seres queridos, sem reportar as suas mortes, explicou o representante da ONU.

Estes números são divulgados em plena ofensiva saudita, com ataques aéreos diários em vários pontos do país, nomeadamente nas províncias de Sa’ada, Hajjah, Ta’izz e Hudaydah, bem como na capital, Saná.

A ofensiva militar contra o Iêmen foi lançada pela Arábia Saudita em março de 2015, na tentativa de derrubar o movimento popular iemenita Ansarullah e recolocar no poder o ex-presidente fugitivo Abdu Rabu Mansur Hadi, um aliado de Riad.

Fonte: AbrilAbril

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s