Presidenta do Conselho Mundial da Paz saúda a Venezuela pela vitória democrática da Constituinte

{Español}
A presidenta do Conselho Mundial da Paz, Socorro Gomes, emitiu uma declaração nesta segunda-feira (31) e enviou felicitações ao governo bolivariano da Venezuela pela realização exitosa da eleição para a Assembleia Nacional Constituinte, no domingo (30). Enfatizando o apoio do movimento da paz ao povo venezuelano na defesa da sua soberania e de uma saída legítima para a crise no país, Socorro saudou o exercício democrático e voltou a denunciar a tentativa de golpe da elite reacionária respaldada pela ingerência imperialista estadunidense. Leia o texto a seguir.

Saudamos o povo venezuelano pela vitória na eleição da Assembleia Nacional Constituinte

É com alegria e confiança que recebemos a notícia dos resultados das eleições democráticas na Venezuela para a composição da Assembleia Nacional Constituinte, convocada de forma legítima e soberana. Estamos seguros de que este magnífico resultado cria melhores condições para restabelecer a paz no país e alcançar a estabilidade política. Igualmente, dá mais força ao povo venezuelano e ao governo bolivariano para resistir à ingerência imperialista dos Estados Unidos e seus aliados e aos intentos golpistas da oligarquia reacionária e antipatriótica.

Mais de oito milhões de venezuelanos e venezuelanas dirigiram-se às urnas neste domingo (30) para dar seu voto de confiança naqueles e naquelas que assumirão legitimamente poderes constitucionais plenipotenciários. O povo venezuelano acorreu às urnas com civismo, apesar das tentativas que fizeram as forças reacionárias de promover o caos e a violência, ajudadas pela guerra midiática contra a Revolução Bolivariana.

Representando mais de 40% do eleitorado da Venezuela, os valentes homens e mulheres que foram depositar seus votos nos mais de 15 mil centros eleitorais espalhados pelo país reafirmaram o apoio popular à alternativa promovida pelo governo progressista para pôr fim à violência e à agressividade antidemocrática da oposição de direita e fascista, apoiada pelo imperialismo estadunidense e pelas forças reacionárias regionais.

Poucos países conhecem tamanho exercício democrático. Desde a eleição do presidente Hugo Chávez, a Venezuela contou com diversas consultas eleitorais em que o povo participou diretamente da construção da Revolução Bolivariana. As normas eleitorais revelaram-se democráticas, legítimas e transparentes, o que evidencia a mentira promovida através da guerra midiática antinacional e antidemocrática de que o governo venezuelano impõe ao povo um regime ditatorial.

O Conselho Mundial da Paz e as organizações que o compõem, por isso, têm reforçado sua mobilização em solidariedade ao povo venezuelano na defesa da sua democracia e da sua soberania, manifestando através de declarações, ações de apoio e outras formas nosso completo rechaço à ingerência imperialista dos Estados Unidos e às intentonas golpistas das violentas forças reacionárias da Venezuela.

Exigimos, por isso, o fim imediato das tentativas de isolamento da Venezuela por parte dos EUA e de seus aliados europeus e regionais.

Saudamos o povo venezuelano por tão inspirador exercício democrático e de resistência!

Viva a Venezuela, pela paz, a justiça social e a soberania nacional e popular!

Socorro Gomes
Presidenta do Conselho Mundial da Paz

Leia também:

Movimentos devem reforçar ações de apoio ao povo venezuelano

Organizações da paz de vários países manifestam apoio à Constituinte na Venezuela

Em apoio ao povo venezuelano, Conselho Mundial da Paz denuncia ameaças à soberania