Declaração do Conselho Mundial da Paz contra o anúncio de Trump sobre Jerusalém

O Conselho Mundial da Paz (CMP) condena firmemente a decisão do presidente estadunidense Donald Trump de reconhecer Jerusalém como a capital de Israel e transferir a embaixada dos EUA de Tel Aviv para Jerusalém.

000_UY4KU-e1512656042460-640x400

A decisão dos EUA é uma clara violação das resoluções do Conselho de Segurança da ONU sobre o estatuto da cidade como parte dos territórios palestinos ocupados. A decisão é uma prova do enviesamento do líder dos imperialistas mundiais e do seu aberto apoio à ocupação israelense e sua continuidade.

O CMP denuncia veementemente aos povos amantes da paz do mundo este ato de tentativa de mudar os fatos no terreno unilateral e arbitrariamente. A situação em todo o Oriente Médio será afetada se os EUA mantiverem sua posição, que está provocando a escalada.

O CMP reafirma sua posição de princípio por uma solução justa e viável do conflito com o fim imediato da ocupação da Palestina por Israel e o estabelecimento e reconhecimento do Estado independente da Palestina nas fronteiras anteriores a 4 de junho de 1967, com Jerusalém Leste como sua capital. Exigimos o direito ao retorno dos refugiados de acordo com a resolução 194 da ONU e a libertação de todos os prisioneiros políticos palestinos das cárceres israelenses.

Exigimos o reconhecimento da Palestina como um Estado membro completo da ONU!

Conselho Mundial da Paz
Atenas, 7 de dezembro de 2017