Acontece em Havana seminário sobre desafios da América Latina; leia o discurso de Socorro Gomes

Começou nesta quarta-feira (19), em Havana, o 2º Seminário Internacional “Realidades e Desafios da Proclamação da América Latina e Caribe como Zona de Paz”, realizado pelo Conselho Mundial da Paz (CMP) e o Movimento Cubano pela Paz e a Soberania dos Povos (MovPaz), em parceria com o Instituto Superior de Relações Internacionais e o Centro Martin Luther King Jr.

celac-zonapaz

“A América Latina e Caribe é a única Zona de Paz que existe no mundo, como expressa a ‘Proclamação da América Latina e Caribe como Zona de Paz’, documento referendado por todos os chefes de Estado ou Governo participantes da 2ª Cúpula da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (CELAC) celebrada em Havana, em janeiro de 2014”. Assim descreve o desafio a convocatória à participação na segunda edição do seminário internacional circulada pelo CMP e o MovPaz. A primeira edição teve lugar na mesma capital revolucionária, em 2016.

Silvio Platero, presidente do MovPaz. Foto: Prensa Latina

O presidente do MovPaz e coordenador da Região América do CMP Silvio Platero foi citado pela Prensa Latina afirmando grandes expectativas para o seminário. Platero disse ao portal cubano que o evento promoverá a educação em uma cultura de paz, em um contexto regional complexo, a partir da chegada ao poder de governos de direita, e a disseminação de dezenas de bases militares, inclusive a base que os EUA mantêm ilegalmente em Guantânamo.

Enfatizando a necessidade da solidariedade entre os povos, a convocatória para o evento destaca que os países latino-americanos e caribenhos, como toda a humanidade, “têm de fortalecer seu compromisso e aumentar suas ações para que prevaleça a paz mundial. Para isso, devem atuar com firmeza na luta por lograr suas legítimas aspirações e contribuir de forma decisiva à segurança internacional, à sobrevivência da espécie humana ameaçada por enormes arsenais nucleares, pela mudança climática global e o saqueio dos recursos naturais.”

Na abertura do seminário, a presidenta do CMP Socorro Gomes fez contundente denúncia das ameaças imperialistas à região, mas afirmou que a unidade dos povos na resistência é capaz de derrotar a agenda opressora, agressiva e explodora.

Resultado de imagem para seminario zona de paz la habana
Socorro Gomes participa da primeira edição do seminário em 2016, em Havana

Leia a íntegra do discurso de Socorro a seguir e acompanhe as matérias sobre o seminário, que se estende até a sexta-feira (21).