Dia contra bases militares: 118 anos da ocupação de Guantânamo pelos EUA

Neste 23 de fevereiro, Dia Internacional de Ação contra as Bases Militares dos EUA e da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), o Movimento Cubano pela Paz e a Soberania dos Povos (MovPaz) realiza um seminário virtual marcando também o aniversário da captura do território cubano de Guantânamo pelos Estados Unidos. São 118 anos desde que os EUA estabeleceram e mantêm uma base naval na província, com a oposição explícita do povo cubano, que demanda o retorno do seu território.

O MovPaz convida para o seminário virtual a se transmitir em suas páginas nas redes sociais. Em pauta está não apenas a luta do povo cubano pelo fim da base naval estadunidense em Guantânamo e o fechamento do centro de detenção ilegal e torturas que os EUA instalaram em solo revolucionário em 2002, mas também o exame da disseminação de bases militares das potências imperialistas em toda a América Latina e o Caribe. Entre os oradores no evento, conduzido pelo presidente do MovPaz e coordenador regional para a América do Conselho Mundial da Paz (CMP), Silvio Platero, participa também a presidenta do CMP, Socorro Gomes.