Cebrapaz, Senado, Itamaraty e UnB organizam seminário sobre armas nucleares

O Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta pela Paz (Cebrapaz) organiza, em abril, o seminário "A Revisão do Tratado de Não-Proliferação de Armas Nucleares", em conjunto com o Senado Federal, a Universidade de Brasília (UnB) e a Fundação Alexandre Gusmão (Funag), ligada ao Ministério das Relações Exteriores.

O seminário antecede a reunião da Organização das Nações Unidas (ONU) que tratará o tema em maio, em Nova York. Em paralelo, organizações realizam atividade pela eliminação das armas nucleares no mundo.

A presidente do Cebrapaz e do Conselho Mundial da Paz (CMP), Socorro Gomes, e o senador Inácio Arruda (PCdoB-CE), participam nesta quinta-feira (10) de reunião com o presidente da Funag, o embaixador Jerônimo Moscardo. O tema é a audiência pública promovida pelo Senado, pela UnB, pela fundação e pelo Cebrapaz, marcada para 7 de abril

Socorro explica que o papel desse seminário será “gerar subsídios para o processo de conferência que ocorrerá em maio, em Nova York”. A presidente do CMP participará da reunião da ONU, levando a opinião do movimento pela paz de uma política mundial de abolição das armas nucleares. A brasileira participará também da atividade paralela — até porque a entidade organizadora é o centro de luta pela paz dos Estados Unidos, o US Peace Concil, filiado ao CMP.

Presença importante já confirmada no seminário de abril é a coordenadora para os Estados Unidos da organização Prefeitos pela Paz e ativista da luta pela abolição das armas nucleares Jackie Cabasso, que participa da organização da atividade pela eliminação das armas nucleares que será realizada em Nova York.

A próxima reunião de Inácio Arruda e Socorro Gomes já está marcada. Será com o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, no dia 24 de março.

Da Redação, com informações do Vermelho

Deixe uma resposta