CMP denuncia: o imperialismo começou uma nova guerra!

O Conselho Mundial da Paz (CMP) expressa sua veemente e enérgica condenação à  agressão imperialista  que foi iniciada contra a Líbia. A  total escalada  militar de  operações da França, do Reino Unido e dos EUA, com o apoio da Liga Árabe e de vários  Estados da União Europeia e da OTAN, prova  que a agressão  havia sido planejada há muitos dias. 

Os imperialistas estão usando o pretexto da intervenção humanitária para proteção dos civis, com o objetivo claro de tomar  o controle dos recursos energéticos do país e impor  um novo regime, de acordo com seus interesses. Mesmo tendo condenado o uso da força militar do Exército líbio contra manifestantes civis, o Conselho Mundial da Paz  reitera que é um direito soberano do povo líbio escolher seu governo e que, na verdade, seus recursos naturais são o alvo do poder real das corporações transnacionais e multinacionais imperialistas que estão por trás de tudo isso. 

Foram mortos centenas de líbios e esta matança do povo líbio  pelos imperialistas continua em seu  terceiro dia.  Este acontecimento prova claramente que a decisão do Conselho de Segurança das Nações Unidas, mediante a resolução 1973, para impor uma Zona de Exclusão no Espaço Aéreo Líbio simplesmente foi usada para dar início a uma guerra contra a Líbia. A  própria ONU está cometendo crimes  contra os povos do Afeganistão, do Iraque e  muitos outros.
 
Exigimos o fim imediato da agressão e a retirada  das  forças  militares  estrangeiras da área. 
 
Parar a guerra à Líbia agora! 
 
20 de março de 2011
A Secretaria do CMP

Deixe uma resposta