José Reinaldo: Encontro no Nepal denuncia militarização no mundo

O congresso Mundial da Paz foi aberto nesta sexta-feira (20) com um massivo ato político na capital do Nepal, Katmandu, no qual cerca de mil pessoas compartilharam com os delegados de mais de 40 países uma mensagem de defesa pela paz e de luta contra as guerras e ocupações imperialistas, além de denunciar a militarização do mundo e a atuação das bases militares e uso de armas nucleares.

Os principais partidos políticos do pais, entre eles o Partido Comunista Maoista que se encontra no poder, o Partido Comunista Unificado (Marxista – Leninista) e o Partido do Congresso, se pronunciaram durante o evento. Eles saudaram os delegados do Conselho Mundial da Paz que chegaram a Katmandu para a realização deste importante Congresso.

A brasileira Socorro Gomes presidente do Conselho Mundial da Paz, foi uma das principais oradoras do evento. A dirigente saudou os esforços que estão sendo feitos no Nepal para consolidar o novo regime democrático popular, regime republicano que sucede ao regime monárquico, depois da revolução democrática e popular vitoriosa, no inicio do século 21.

A presidente do Conselho Mundial da Paz, desejou êxitos ao povo nepalês na luta por transformações políticas, pela democratização do país, no combate à pobreza, na promoção do bem-estar das as massas populares e na construção de uma nova sociedade. Ela ainda desejou que o Nepal seja um baluarte na luta pela paz e em defesa da solidariedade com todos os povos que se esforçam para sua autodeterminação, soberania e liberdade.

Socorro Gomes destacou que o Conselho Mundial da Paz é uma organização que existe há mais de 60 anos, e surgiu na luta contra as armas nucleares e em defesa da paz mundial. Ela diz que o Conselho Mundial da Paz está reunido neste belo e acolhedor pais, segundo as suas palavras, para analisar o cenário mundial, fazer um balanço das lutas, dos povos e das organizações sociais, assim como para preparar o Conselho Mundial da Paz a fim de enfrentar os enormes desafios que tem pela frente na luta pelo fortalecimento dos valores da democracia, da independência nacional, dos direitos humanos e da paz.

A dirigente brasileira denunciou que a cada dia surgem novas tecnologias guerreiras, armas de destruição em massa, novas bases militares e se forralecem as forças agressivas, como o pacto agressivo da Otan e ocorrem novas guerras de agressão promovidas pelo imperialismo. Ela finalizou seu discurso destacando que realizar esta assembleia no Nepal é um fato inspirador para os lutadores da paz de todo mundo.

O Congresso Mundial da Paz prosseguirá até a próxima segunda-feira (23), com uma ampla agenda de trabalho. Pretende aprovar uma declaração final e construir uma mensagem aos povos de todo o mundo em defesa da paz e da solidariedade com os povos e nações que sofrem agressões por parte do imperialismo norte-americano e os seus aliados.

O Brasil trouxe uma numerosa delegação integrada por companheiros de vários estados. Destacamos a presença alem de Socorro Gomes, que é a presidente do Conselho Mundial da Paz, também do companheiro Thomas de Toledo, secretário-geral do Cebrapaz, Heloisa Vieira do Rio de Janeiro, coordenadora do Cebrapaz daquele estado, Antonio Barreto coordenador do Cebrapaz na Bahia, Jaelson Durate, presidente do Sindicato dos Comerciários da Bahia e Marcos Tenório, coordenador do Cebrapaz no Distrito Federal..

José Reinaldo, de Katmandu,
Especial para o Cebrapaz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s