Cebrapaz expressa pesar e repúdio pelo assassinato de três jovens muçulmanos nos EUA

O Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta pela Paz (Cebrapaz) manifesta sua profunda consternação com a notícia desta quarta-feira (11/02) sobre o assassinato de três jovens muçulmanos na cidade de Chapel Hill, estado da Carolina do Norte, EUA.

Deah Shaddy Barakat (23 anos de idade), sua esposa Yusor Mohammad Abu-Salha (21 anos de idade) e a irmã de Yusor, Razan (19 anos de idade), foram vítimas de um ataque brutal em sua própria casa, quando um invasor, agindo sozinho, segundo as autoridades estadunidenses, disparou contra eles.

Os três jovens eram estudantes e Barakat foi voluntário na Palestina. De acordo com relatos recentes, postava condenações a discursos de ódio constantemente nas redes sociais. Em janeiro, ele postou no Twitter: “É tão triste ouvir as pessoas dizer [que] devíamos ‘matar judeus’ ou ‘matar palestinos’. Como se isso fosse resolver qualquer coisa.”

Embora ainda haja questões em torno do caso, acreditamos tratar-se de mais um exemplo do radicalismo e do resultado das incitações islamofóbicas sobretudo através da mídia massiva, com especial atenção para a estadunidense. Desde o ataque à revista francesa Charlie Hebdo, em Paris, os discursos ?preconceituosos e raivosos contra o Islã proliferaram-se, sobretudo fomentado pelas manipulações midiáticas, com a incitação a um confronto fabricado, politicamente motivado.

O Cebrapaz volta a denunciar o imperialismo na promoção da guerra de alta e de baixa intensidade contra povos inteiros, com destaque para a execrável construção de estereótipos desumanizadores e até demonizadores de grupos nacionais, étnicos ou religiosos, como é o caso dos árabes e dos muçulmanos, para justificar sua empreitada belicosa e de agressões pelo Oriente Médio, ou a xenofobia em seu próprio território. A associação cínica e vil dos muçulmanos ao “terrorismo”, principalmente através dos meios de comunicação, serve para provocar o ódio desinformado e incitar episódios trágicos como o assassinato dos três jovens, além de supostamente justificar a guerra.

Estendemos nosso pesar e a nossa solidariedade às famílias e amigos de Deah Shaddy Barakat, Yusor e Razan Mohammad Abu-Salha, jovens vítimas da empreitada imperialista e da manipulação da sociedade no suporte à propaganda de guerra. Exigimos que o governo dos EUA apure e puna os responsáveis. Somamo-nos aos povos do mundo na condenação ao trágico episódio e na mobilização pelo repúdio à violência.

Socorro Gomes
Presidente do Cebrapaz
11/02/2015

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s