Movimentos pela paz realizam conferência pelo desarmamento nos Estados Unidos

 

Entre os dias 24 e 26 de abril aconteceu em Nova York, Estados Unidos, a Conferência “Paz e Planeta – Por um mundo livre de armas nucleares, pacífico, justo e sustentável”, realizada por movimentos pela paz no mesmo período da Conferência de Revisão do Tratado de Não Proliferação (TNP) corrente na sede da Organização das Nações Unidas (ONU). No último dia, uma marcha das entidades participantes dirigiu-se até a ONU para pressionar os signatários do TNP por maior esforço no sentido do desarmamento nuclear. O Cebrapaz participou dos eventos, representado por seu secretário-geral, Thomas de Toledo.

A Conferência foi realizada por uma coalizão de movimentos pela paz dos Estados Unidos, da qual participa o Conselho da Paz dos EUA (US Peace Council, USPC), filiado ao Conselho Mundial da Paz. O evento ocorreu no histórico prédio da Cooper Union, onde em 1860 Abraham Lincoln pronunciou seu famoso discurso a favor da abolição da escravidão.

Na abertura participaram Angela Kane, Alta Comissária da ONU pelo Desarmamento; Daniel Ellsberg, jornalista conhecido por divulgar documentos secretos do Pentágono (Departamento de Defesa dos EUA); e duas candidatas ao prêmio Nobel da Paz, Setsuko Thurlow e Sumiteru Taniguchi.

Em seguida foi realizada a primeira mesa de debates, com representantes de diversas organizações estadunidenses pela paz, de outros movimentos sociais e de acadêmicos. “Chamou atenção a denúncia feita pelo professor Manuel Pino, da Scottsdale College, representante da comunidade indígena Acoma-Laguna, que denunciou as consequências da exploração das minas de urânio e dos testes nucleares na reserva de sua tribo. Também merece destaque a fala do Reverendo Osagyefo Sekou, liderança do movimento negro, que apresentou a situação da resistência antirracista em Ferguson,” disse Thomas de Toledo.

No dia 25, no período da manhã, ocorreu uma mesa com parlamentares da Escócia, Noruega e Alemanha, sobreviventes das bombas atômicas despejadas sobre o Japão, da Coreia, e Tony Brum, ministro das Relações Exteriores das Ilhas Marshall, país que corre o risco de desaparecer como consequência das mudanças climáticas.

Em seguida, foram realizadas diversas oficinas. O USPC coordenou um debate com o título “Parar as guerras atuais e prevenir outras: compreendendo o imperialismo”, em que participaram o Cebrapaz, o Conselho da Paz do Japão e outras organizações anti-imperialistas dos Estados Unidos. Os representantes do Nepal também participariam, mas precisaram retornar ao seu país por causa do terremoto que atingiu a capital, Kathmandu.

thomas paz planetaEm sua fala, Thomas de Toledo (foto) destacou o processo de integração latino-americana e as práticas dos Estados Unidos na operação de mudanças de regime no Brasil e na Argentina, além da recente classificação da Venezuela como “ameaça à segurança nacional”, com a nítida intenção de justificar uma agressão à República Bolivariana.

No final da tarde, ocorreu a Plenária de Encerramento, na qual o Cebrapaz compôs a mesa com representantes de diversas entidades. Thomas de Toledo destacou a presença do imperialismo dos Estados Unidos em diversas operações de “mudança de regime” mundo afora, em particular na Líbia, Síria e Venezuela e ações militares que se mantêm no Afeganistão e no Iraque, com seguidas ameaças ao Irã. Mereceu destaque, de acordo com o secretário-geral do Cebrapaz, a fala da deputada Kyoko Nishikawa, do Partido Comunista do Japão, sobre a violência cometida por soldados dos Estados Unidos nas bases militares que eles mantêm em seu país desde o fim da Segunda Guerra Mundial.

O evento foi finalizado no dia 26 com uma marcha que teve sua concentração na Union Square, tradicional praça de manifestações na cidade. Mais uma vez o Cebrapaz fez uso da palavra com uma saudação especial às vítimas de Hiroshima e Nagasaki presentes no evento. A marcha seguiu até o prédio da ONU, onde foi encerrada com um festival de música pela paz e pela abolição das armas nucleares e outras de destruição em massa.

 

thomas paz planeta2

“Paz e Planeta – Mobilização Internacional por um mundo livre das armas nucleares, pacífico, justo e sustentável”

onu tnp nova york marcha1

onu tnp nova york2

“Povo e Natureza antes do lucro – Empregos verdes, salários decentes
– Partido Comunista dos EUA e Liga Comunista da Juventude”

onu tnp nova york marcha

Para mais informações, acesse aqui o site do evento (em inglês).

Leia também:
Campanha pela abolição das armas nucleares ganha força, mas ainda enfrenta desafios

Cebrapaz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s