Centrais sindicais, Cebrapaz e outros movimentos sociais convocam grande ato anti-imperialista

Reunida na sede do Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé, na tarde de 18 de agosto, em São Paulo, a CTB e demais centrais sindicais, movimento de mulheres, juventude, moradia entre outros convocaram um grande ato anti-imperialista no dia 3 de outubro, na capital paulista.

Na ocasião, milhares ocuparão a Praça das Artes, localizada no centro histórico da cidade, e unirão forças para denunciar as ameaças do império contra os países e povos. A data é marcante para a Federação Sindical Mundial (FSM), entidade a qual a CTB é filiada, já que a organização completa seus 70 anos em 2015.

mesa
Presente na atividade, o presidente da CTB, Adilson Araújo, chamou todos os movimentos sociais para se somarem a esta luta. Ele também lembrou que a FSM foi fundada meses após o fim da 2ª Guerra Mundial, que completou em maio deste ano seu septuagésimo aniversário.

“A ofensiva imperialista é muito brutal, queremos ver o clamor da população nas ruas e fazer ecoar a mensagem anti-imperialista diante destas ameaças”, informou o cetebista. Segundo Adilson esta atividade contará com a participação de líderes políticos e sindicais de todo o mundo.

Na opinião da presidenta do Conselho Mundial da Paz (CMP) e do Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta pela Paz (Cebrapaz), Socorro Gomes, realizar este ato é de extrema importância no momento em que o sistema capitalista está em crise.

“A América Latina e Caribe são exemplo de vitória e resistência dos povos. Nosso continente ousou obter vitórias, exemplo disso são blocos como a Unasul, Mercosul e Celac, mas o imperialismo não perdoa. É da natureza do desenvolvimento do capitalismo a tendência à guerra”, sublinhou a pacifista.

Durante o encontro, o secretário de Relações Internacionais da CTB, Divanilton Pereira, leu uma proposta de convocatória para o encontro em que denuncia as agressões das potencias imperialistas e suas politicas neoliberais que tanto prejudicam a classe trabalhadora.

Participaram do encontro representantes das seguintes entidades: Intersindical, UST, Cebrapaz, UBM, Conam, Flemacon, Barão de Itararé, Fitmetal, UITBB, CGTB, Sindicato dos Servidores de Ribeirão Preto, UNE-OCLAE, Sindipetro-NF e Sindicato dos Marceneiros de São Paulo.

Fonte: Portal CTB

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s