Na Bahia, convenção estadual de solidariedade a Cuba debate conjuntura e revolução

A Associação Cultural José Martí – ACJM-Bahia juntamente com o núcleo estadual do Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta pela Paz (Cebrapaz-BA) realizou a IV Convenção Estadual de Solidariedade a Cuba em 1º de Junho, na Biblioteca Central do Estado da Bahia.

solicuba
Foto: Blogue do Thame

Com um público representativo de professores, estudantes, sindicalistas, intelectuais, juventude e outros solidários a Cuba, o evento contou com a participação de mais de 140 pessoas, a consulesa cubana Laura Pujol, o presidente do Cebrapaz Antônio Barreto, a representante do Instituto Cubano de Amizade com os Povos (ICAP) Yarisleidis Medina, o professor Zulú Araújo, diretor da Fundação Pedro Calmon (Órgão do Estado da Bahia, responsável pela Biblioteca Central do Estado da Bahia), o deputado federal Davidson Magalhães, presidente estadual do PCdoB na Bahia, o deputado estadual Marcelino Galo, representando o PT-Bahia, a professora Elizabeth Ramos, assessora de Relações Internacionais da UFBA representando o reitor João Carlos Salles, Juliana Campos, representando a União da Juventude Socialista (UJS-BA).

A Programação foi rica em informações e cultura, desde a introdução com a exibição do documentário Toda Guantánamo é Nossa (clique para assistir, completo), seguida do Ato Político-Cultural com entidades e partidos políticos, e as poesias de Ametista Nunes e Leni Queirós. Veja abaixo o trailer do documentário.

Yarisleidis Medina, ICAP, contribuiu com uma análise da atual conjuntura com a fala intitulada “Cuba: Situação Atualizada sobre as questões Política, Econômica, Social e Cultural”.

Carlos Tablada, diretor da Ruth Casa Editorial, fez o lançamento do livro Ángel: A raiz Galega de FIDEL, de Katiuscia Blanco, jornalista cubana que não pôde se fazer presente no evento.

Também foi exibido um clipe sobre o dia da morte do Comandante Fidel, produzido pelo Comitê em Defesa da Revolução (CDR) e o evento foi finalizado com acarajé e mojito, na ligação Bahia-Cuba.

As informações são da presidenta da ACJM-BA e coordenadora do núcleo baiano do Cebrapaz, Ivone Souza.