Tag: ONU

Descolonização do Saara Ocidental: Uma perspectiva saaráui da solução

A ocupação marroquina do Saara Ocidental continua sendo o último caso de descolonização da África. O exército marroquino invadiu o território em 31 de outubro de 1975 apesar de uma clara decisão emitida pelo Tribunal Internacional de Justiça poucos dias antes, em 16 de outubro do mesmo ano.[1] Em 6 de novembro de 1975, o Marrocos organizou o que chamou de “Marcha Verde” para oficialmente invadir o norte do Saara Ocidental, levando 350 mil colonos marroquinos para o território, com a cumplicidade da Espanha, a potência colonial no território desde 1884.

Por Malainin Lakhal*

Continue lendo “Descolonização do Saara Ocidental: Uma perspectiva saaráui da solução”

Jovem saaráui imola-se em protesto contra ocupação marroquina

Um jovem saaráui, Ahmed Salem Lemghaimad, foi declarado morto nesta quarta-feira (6), poucos dias após ter ateado fogo ao próprio corpo. Ahmed, de 24 anos de idade, imolou-se no sábado (2), na fronteira de Gargarat entre o território do Saara Ocidental ocupado pelo Reino do Marrocos, a porção liberada pelos saaráuis em quase duas décadas de luta armada, e a Mauritânia.

A imagem pode conter: 1 pessoa

Continue lendo “Jovem saaráui imola-se em protesto contra ocupação marroquina”

Entidades latino-americanas denunciam violações dos direitos do povo saaráui e demandam ação da ONU

Entidades latino-americanas e caribenhas em articulação para consolidar o apoio regional ao povo saaráui emitiram um comunicado nesta sexta-feira (6) sobre os direitos humanos no Saara Ocidental, ocupado pelo Marrocos desde 1975. O grupo de entidades de mais de 10 países, inclusive o Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta pela Paz (Cebrapaz), condena a política marroquina de repressão dos protestos e o protelamento da descolonização do Saara Ocidental, demandando à ONU proteção dos direitos humanos dos saaráuis e a realização do seu direito à autodeterminação. Leia o texto a seguir.

Continue lendo “Entidades latino-americanas denunciam violações dos direitos do povo saaráui e demandam ação da ONU”

Demasiada moderação no rechaço à colonização da Palestina por Israel

Repetimos: a colonização da Palestina por Israel não é um “conflito” com “duas partes” simetricamente responsáveis por “escaladas de violência”. A violência na Palestina ocupada por Israel é estrutural, sistêmica, epistêmica e contínua, embora a atenção global só retorne àquela região e àquele povo resistente quando há mortes. Muitas mortes. Nesta segunda-feira (2), no Conselho de Direitos Humanos da ONU, a “situação na Palestina” merecia mais contundência. E ela não veio do Brasil.

Por Moara Crivelente*, de Genebra

Continue lendo “Demasiada moderação no rechaço à colonização da Palestina por Israel”